quarta-feira, 30 de maio de 2012

Conversas de Hora de Almoço

Se ficarmos sem emprego, sem dinheiro, e tivermos de mudar o estilo de vida, o que fazemos?
Eu por mim, nem que tenha de fazer limpezas, hei-de arranjar dinheirinho para entrar em casa. Também posso ir para a caixa de um supermercado e tentar chegar a supervisora, que eu gosto muito de mandar.
Não sei quanto ganham, mas lá haviam de chegar uns 500/600€ a casa.
Também não me importava de colaborar com a Remax (acho o conceito interessante), se bem que nesta altura do campeonato, vender casas, acho que só por um canudo.
De resto não sei, não pensei.
E vocês, o que faziam?

6 comentários:

O Sexo e a Idade disse...

Sei lá!
Em tempo de guerra não se limpam armas!

akombi disse...

quem trabalha no "duro" tem sempre trabalho nem que seja em troca de uma sopa.

por aqui até temos dificuldade em arranjar pessoal para trabalhar, no "duro" e a ganhar 35€ ao dia nem no centro de emprego se encontra, preferem ir para a Tv pedir donativos.....já não posso com a nossa tv ( estou iritada com um tema no programa da fatima lopes, não vi mas não se fala noura coisa no facebook, e a minha mãe a ver o programa estava em lágrmas, pai e mãe sem conseguir alimentar o filho de 18 meses)....ou para o banco alimentar :(

ando a pensar seriamente em colocar a render o meu carro, eu que ando mto na estrada.....até já imaginei o slogan...lamentos, culpar governos, ou ficar á espera que os outros resolvam as coisas, temos que mudar mentalidade.

Isaal disse...

Acho que nos dias que correm o ideal mesmo é ter 2 empregos, é o meu caso, trabalho num gabinete de contabilidade e sou agente Bimby, tenho sempre onde me agarrar se o 1º correr mal, porque como agente Bimby felizmente tenho muiiito trabalho!!! Com a crise as vendas aumentaram imenso!!!

DMA disse...

Optar por uma/várias funções extra. Se for boa na cozinha sugiro criações como as quiches da Teresa, o gelado da maria ou os pastéis da Rosa, página no facebook e boa divulgação.

Adquirir competências extra através da net também pode ser uma boa opção.

Empreender, gerar ideias low cost, pensar todos os dias 5 minutos o que podemos criar com pouco budget (mais na área dos serviços).

Bj,
Diana

Vou mas Volto

Francesca disse...

UAU!!! Temos aqui gente com muita imaginação.
Adorei as ideias :)

Sousa disse...

Olá!
Eu fiquei desempregada e já passei por muitos empregos consultar: (http://informacaorelevante.blogspot.pt/2012/05/empregos-que-ja-tive.html). Ando ativamente à procura de emprego, mas não estou com muita sorte, porque nas empresas preferem estagiários para não dar remuneração ou que tenham idade para um estágio remunerado/comparticipado pelo Estado, ou preferem desempregados com mais de 6 meses inscritos no centro de emprego, também por causa das comparticipações. Ando a promover o blogue da micro-empresa dos meus pais: obebefeliz.blogspot.com a ver se se vende alguma peça, porque isto está muito mal.
Apesar da minha área ser a que sente menos o desempregado (programação informática) ando a ter muitas dificuldades.