terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Tempo de balanço

Não sou mocinha muito dada a balanços, até porque acho que me esqueço de mais de metade das coisas que quero dizer ou escrever, mas está na época dele (do balanço). E findo mais um ano, obrigo-me a pensar o que de melhor e pior ocorreu durante os 12 meses que agora findam. Assim de repente, não aconteceram grande alterações na minha vida (nem de bem nem de mal). Foi um ano calmo, em que a malta cá de casa continua com o mesmo emprego que tinha antes (uma bênção aos dias de hoje), talvez com menos capacidade financeira do que no ano anterior (onde já tínhamos levado as grandes talhadas), mas nada de desesperante. Os meus filhos continuam um espetáculo (cof, cof..) e dão-me alegrias (e algumas irritações também) todos os dias.
A minha saúde este ano pregou-me uma partida e vi-me a braços com limitações psicológicas muito chatas, que espero conseguir ultrapassar no próximo ano. Iniciei-me no Reiki que, apesar de não ser bem o que esperava, permitiu-me perceber que a meditação é um caminho extraordinário. Comecei a pintar o cabelo porque os cabelos brancos já não se disfarçavam de outra maneira (pena...) mas acho que até ando mais gira!!! (eheheh). Retomei conversas com antigos amigos, que a vida vai afastando às vezes sem percebermos bem porquê, outras porque Portugal os obriga a irem embora à procura de vidas melhores. Passeei alguma coisa (eu gosto muito de passear por isso nunca será demais), e conheci finalmente Madrid e a Madeira. Gosto de dar estas vivências aos meus filhos, que tenho a mania que as vão agradecer mais tarde pelos horizontes que lhes abrem. Perdi dinheiro com o BES (agora Novo Banco) com as ações que tinha, e corri uma grande parte dos brunches da capital Lisboeta à conta de uma prenda de Natal de 2013, o que também foi um bom contributo para cortar a rotina de fim de semana. Passámos a ter música cá por casa, que os pituxos começaram ambos a aprender a tocar piano. O mais velho iniciou-se ainda no Ténis (a seu pedido), atividade que me rouba mais tempo para ir levar, trazer, etc, mas que tem sido uma boa surpresa na rotina do miúdo, que até tem jeito para a coisa. Por fim, devo terminar por dizer que assino por baixo de quem acha que o Papa Francisco é a grande personalidade do ano, e oxalá Deus permita que ele cá ande por muitos anos, que a humanidade precisa tanto dele, como de pão para a boca. E dizer ainda que o acontecimento negativo do ano, foi a prisão de José Sócrates que deixa um pouco a descoberto toda a "bandalheira" na qual Portugal está imerso.
E pronto, acho que é isto assim de grosso modo. Para 2015 quero saúde para todos! Muita, e que as minhas sombras cinzentas que às vezes sobrevoam a minha mente desapareçam de vez e me deixem respirar. Sei que a parte profissional da malta cá de casa é capaz de dar uma volta (tanto para o meu lado como para o lado do homem), pelo que pode haver um risco elevado de passar a pior. Por isso, quero que haja justiça e bom sendo nos nossos atuais empregos para que continuemos a mostrar que somos uma mais valia nesta sociedade. E para vocês todos que estão aí desse lado e que tiveram pachorra para ler este meu testamento até ao fim,

FELIZ ANO de 2105!!!

domingo, 28 de dezembro de 2014

Que arrepio, meu Deus!

Será que sou só eu a achar, ou há uma ameaça viva no ar à Malásia (não sei se desconhecidos ou de conhecidos) e as autoridades insistem em ignorar? 3 aviões num ano? Um foi impossível de esconder que foi abatido. E os outros 2? Não o terão sido na mesma? Oh Lord! Paz às almas de quem não tem culpa absolutamente nenhuma destes maluquinhos que mandam no mundo.


sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Temos mais um membro na família


Apresento-vos o dooh-dooh, mais conhecido pela raça a que pertence - furby!! Na foto está a dormir, mas estando acordado não se cala. Ele canta, ele ri, arrota, fica feliz, triste, e temos uma aplicação de telemóvel para lhe darmos banho, de comer, levá-lo à casa de banho onde dá os seus puns e faz os seus cocós... Enfim, uma animação!!! Eheheh

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Sorte de principiante

Este Natal aventurei-me em 2 novos doces, para os quais postarei aqui a receita assim que me passar a preguiça. E como ficaram ambos muito bons e gabados por muitos, deixo já ficar aqui uma das fotos, com o desejo de que estejam todos a ter um excelente Natal na companhia dos que mais amam. 

Boas Festas!!!'

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

E pronto!

Vou entrar uns dias em modo de descanso (se bem que amanhã descanso, nem vê-lo), e vou afastar-me do local de trabalho, que é como quem diz, estou de férias. weeeeeee
E agora vou ali fazer o primeiro doce para amanhã

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Da estátua de Ronaldo

Parece impossível que as conversas à volta do tema estejam confinadas ao volume do que o bronze evidenciou entre as pernas. Pelo Amor da Santa. Não há mesmo mais nada para se preocuparem ou falarem do que os dotes da natureza (que não os futebolísticos) do nosso menino de ouro?
Agora muito a sério. Já me chateia por demais esta mania de terem sempre de achar alguma coisa para dizer mal. Nunca se preocupam com o contrário. Que tristeza!!!

Fui emprestar dinheiro ao Estado

Foi a 1ª vez. Comprei dívida pública, acreditando que o Estado é pessoa de bem e bom pagador. Bem sabemos que isto não é bem verdade, mas os bancos andam a dar juros praticamente abaixo da inflação, o que corresponde a que, na realidade, não hajam juros nenhuns, pois o nosso dinheiro fica a valer o mesmo ou menos passados uns anos. Vai daí, subscrevi pela primeira vez certificados do tesouro aos balcões dos CTT.
Só espero que não hajam mais surpresas desagradáveis como no BES, se bem que isto aos dias de hoje já tudo pode acontecer. Mas as nossas poupanças são a nossa pequenina riqueza e queremos fazer tudo para a salvaguardar.
Agora é esperar que corra tudo bem durante o tempo em que os tostões lá estiverem.

domingo, 21 de dezembro de 2014

Da emigração

Estive ao telefone com uma amiga dos tempos de escola (adolescência) com quem já não falava há mais de 7 anos. Mais uma que teve de ir embora à procura de outras oportunidades além fronteiras. Tão bom sentir que a conversa flui como sempre. Porque há realmente amizades que, por mais que o tempo passe, vamos sentir sempre que nunca saímos dali, daquele sítio, daquele conforto, daquele contexto.
Este ano tem sido pródigo em retomar conversas antigas. Só espero é que os intervalos entre as mesmas não se transformem novamente em anos, ou pior ainda, em décadas. O conforto da amizade faz (faz-me) tão bem!!!!

sábado, 20 de dezembro de 2014

Alô Sitemeter?

Continua morto. Não me dá estatísticas desde 5ª feira. Já fui a um e outro blog e vi que está ok. Alguém que tenha sitemeter me pode dar feedback sobre o seu funcionamento? Que faço? Coloco-o de novo e perco as estatísticas todas? Espero? Congelou devido ao frio que se faz sentir?
Alguém aí desse lado com mais informações?

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Bolo de Limão com cobertura de Queijo Fresco

E como aqui vem mais um fim de semana, deixo-vos este bolinho maravilhoso. Para quem gosta de limão como eu, é verdadeiramente fantástico. Leve, fresco, saboroso. Adoro!


Para o bolo:

250g de manteiga
230g de açúcar refinado
4 ovos grandes
raspas de 1 limão
220g de farinha com fermento

Para a cobertura:
sumo de 1 limão
3 c. sopa de açúcar
2 queijos frescos
100 ml de natas + 2 c. sopa de açúcar

Aqueça previamente o forno a 180º. Unte uma forma retangular e forre-a com papel vegetal. Junte a manteiga e o açúcar e bata até obter um creme esbranquiçado e cremoso. Junte depois os ovos, batendo um de cada vez, e adicione as raspas do limão. Peneire a farinha e envolva tudo. Deite a massa na forma preparada e alise uniformemente. Deixe ir ao forno durante 20 minutos, até o bolo crescer e alourar. Quando furar o centro do bolo com um palito, este deve sair seco.
Retire o bolo do forno e deixe arrefecer um pouco. Fure o topo do bolo com um palito em diversos pontos.
Misture o açúcar com o sumo de limão e verta sobre o bolo. Deixe-o arrefecer por completo.
No final, esmague os queijos frescos com um garfo e misture as natas e o açúcar. Prove para validar o sabor, e retifique de açúcar se necessário. Espalhe esta mistura pelo topo do bolo e enfeite com mais algumas raspas de limão.

Bom apetite!

Preparem-se!

Uma massa de ar frio polar entre o próximo sábado e terça-feira vai afectar Portugal, com os termómetros a registarem os -4º C. Em Lisboa são esperadas temperaturas de 1º C.


Já hoje, quando estacionei o carro estavam 6º. Passado um bocado, a aplicação meteorológica do meu telemóvel dizia que estavam 4º. O nevoeiro não deixava a temperatura subir. Agora parece que já estão 12. Mas isto vai doer nos próximos dias. Preparem-se para o frio. BRRRRRRRR!!!!!!!

O que é que se passa com o Sitemeter

Aos bloggers que aparecem por aqui...os vossos sitemeters também deram o berro ou foi só o meu?
Há 2 dias que não me dá estatísticas reais, e não consegue obter resultados das últimas horas.
Morreu para todos?

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Sabem o que é isto?


Uma pilha de meias em que, cada uma, tem um buraquinho (ou buracão) para eu coser. Vida de mulher doméstica..... 

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Camisolas GAP

Hoje, que estive um bom bocado parada à porta da escola, fui observando com calma, os miúdos e graúdos que íam passando. Chamou-me a atenção para a quantidade de miúdos que envergam uma sweat da GAP de todas as cores possíveis e imaginárias, com fecho, sem fecho, com capuz ou outro formato qualquer. Eu acho-as giras à brava, mas nunca vi nada daquilo à venda. Onde é que se arranjam sweats destas? Mesmo que sejam falsas, que a marca deve ser carota, onde arranjo eu uma sweat daquelas para o meu Don Juanito?

As revelações surpreendentes que sabemos acerca dos nossos filhos

Fui buscar o meu petiz à escola. Encontro uma mãe de uma coleguinha e ponho-me à conversa com ela. Nisto, ela sai-se com esta:
- Bem.....o seu filho......
Fiquei a olhar para ela na expectativa de que desse continuidade à frase, porque no entretanto os meus olhos já quase saíam das órbitas e a minha cara devia estar do mais parvo possível à espera de um desfecho. Neste impasse, ainda pensei que se estivesse a referir às notas do miúdo, que tem sido um verdadeiro campeão nos resultados que tem trazido para casa....mas não. Afinal, aquele início de conversa deveu-se ao facto de eu ter, pelos vistos, um verdadeiro Don Juan em casa, em formato miniatura. Diz que as miúdas da turma são uma loucura de volta dele, quais abelhinhas à volta do seu mel. Ainda me disse que algumas se juntam em sua casa de vez em quando e as conversas só andam à volta do miúdo. E que algumas meninas já gostaram dele, e embora já não assumam que ainda gostem, têm ali ainda um sentimentozinho diferente, e que há as que gostam presentemente e ainda as que gostam dele e que ele nem sonha!
Meu Deus! Eu já sabia de uma ou outra porque as próprias meninas me tinham contado. Mas daí a ser praticamente a prol feminina toda da turma, vai uma grande distância.
Este miúdo não me conta nada destas coisas, e pior....se eu lhe falo destes assuntos, quase me insulta. Nem quer ouvir falar disso. Não percebo porquê, mas lá que esta conversa me deixou com um sorriso interior de orelha a orelha, e com uma vontade enorme de me rir às escondidas, deixou.
Meu rico m'neino!!!!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Há por aí contentores de brinquedos?

Está naquela altura do ano em que os meus filhos fazem uma revisão aos brinquedos que têm, para decidirem quais dispensam para entregar a outros meninos que não tenham a mesma sorte que eles. Mas não tenho ouvido falar de locais próprios para fazer esta entrega. O ano passado havia um contentor que me foi comunicado pelo meu local de trabalho, e lá entreguei um monte de brinquedos. E este ano? Onde deixo os brinquedos que os meus filhos vão decidir doar?

domingo, 14 de dezembro de 2014

Crazy Weekend

Este fim de semana deu cabo de mim. Com o filho mais velho a fazer anos à 6ª feira, fez-se um fim de semana de festa. Sábado de manhã foi a loucura do costume com as atividades matinais mais as minhas compras supersónicas. Engolir um almoço à pressa já feito no dia anterior para ir assistir a uma peça de teatro (do pior que eu já vi na minha vida). Seguiu-se uma corrida para casa para preparar um jantar para 13 pessoas, cujos doces já tinham começado a ser feitos no dia anterior. Tenho uma receita de bolo para vos pôr aqui mas já não vai ser hoje que estou para morrer. Deitei-me depois da 1 da manhã e o cansaço não me deixou dormir logo de seguida. Ainda acordei umas 20 vezes durante toda a noite e madrugada, pelo que o sono não foi, de todo, minimamente reparador. Domingo foi dia de almoçar restos e de ir a correr para o cinema para a festinha com os colegas da escola. Tanto que gritam as crianças, meu Deus. Não sabem brincar sem gritar nem sem correr a parecer que se vão esbardalhar todos no chão a qualquer momento.
Estou um caco. Acho que vou deitar-me à mesma hora dos meus filhos (com as galinhas, portanto), que amanhã começa uma nova semana e eu precisava agora é que o fim de semana começasse.
ZZZZzzzzzzz

ZZZZzzzzzz...

Há certos dias de fim de semana, mais duros do que uma semana inteira de trabalho. Jesus, o que me doem as cruzes, os músculos, um cansaço soberbo.
ZZZZzzzzzzzzzzzzzzz

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

9, já????

Pois é. Faz hoje 9 anos que a minha consulta semanal no obstetra, acabou no hospital para dar à luz o meu primeiro príncipe.
O tempo passa a voar e, em vez de um bebé, tenho um rapazola já todo senhor de si, cheio de conhecimentos, de cultura, de vontades, de gostos, de hobbies, de sonhos, de revoltas e de coisas que também detesta. É um menino cheio de amor e de ternura para dar mas, tal como eu, esconde muito os sentimentos e gosta de mostrar o seu lado mais durão, mais gélido, mais contido.
Não engole bem a fofura que todos demonstram que a irmã é, e isso deixa-o com uns ciúmes doidos, agindo por vezes de forma implicativa e violenta. Mas a vida, meu filho, é feita de tantas coisas, que temos de nos habituar a lidar com o que ela nos traz de bom e de mau. Se bem que eu, quase à beira dos 40, continuo com muita dificuldade em lidar com as adversidades da vida. São os genes que não estão devidamente preparados para isso. Mas hoje é dia de festa. Está um dia feio, feito de um frio cortante, ao contrário do dia em que nasceste que, apesar de mergulhado já no gelado dezembro, mostrava um lindo dia de Sol e uma temperatura bem mais agradável do que hoje.
Parabéns meu menino! Tenhas um dia cheio de alegria e de coisas boas.


quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Não é que fosse exatamente este

Mas acho que é capaz de me ficar bem, e cumpre o propósito que queria. Não é o que vi no corpo da outra, mas já ando nervosa por não encontrar o que quero. Achei este na Bershka online, e mandei vir, até porque o preço é ótimo. Espero não me arrepender.



Não sou mulher para ter muitos ataques destes de roupa, mas quando me dá um a sério, tem de ser!!!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Acontece-me inúmeras vezes

Ver alguém com aquela peça de roupa que tinha mesmo os pormenores que eu queria. Mas... e onde arranjá-la? Confiança com a pessoa não existe, e, sendo mulher, a probabilidade de não gostar que andemos com roupa igual é para aí de 99,999%, por isso nunca seria uma boa opção iniciar este tipo de conversa. E agora? Onde se arranja aquilo?
Já agora, era um daqueles casaquinhos de pelo que agora toda a gente tem, mas o mais discreto possível. Queria creme, sem mangas ou com mangas de malha para não se tornar tão pesado, e que não fosse nem muito curto nem muito comprido para não parecer eu toda, um animal de estimação. Alguém tem ideias? Já vi umas lojas online mas nada me convence! E agora com a imagem do casaco da outra na cabeça, é um problema :(

Dos erros ortográficos

Hoje vi uma coisa engraçada. Estavam a oferecer um saco num ginásio da capital para os primeiros sócios que se inscrevessem. Por cima da pilha de sacos embrulhadinhos e prontos a oferecer, havia um aviso com a seguinte nota, mais coisa menos coisa:
"Os nossos sacos têm um erro ortográfico". Curiosa e exigente com este tipo de comportamentos, fui à procura do erro nas parcas palavrinhas que jaziam no saco. E descobri-o. Escreveram "descansa" com "ç", pelo que estava escrito "descança". Meu Deus. Mandaram fazer dezenas ou centenas de sacos, e alguém deve ter dado pela gralha depois de tudo feito. Resolveram não abdicar do investimento e, ao invés disso, escreveram um aviso para mostrar aos sócios que sabem que têm um erro "à mostra". O problema é que quem ostentar o saco irá fazer publicidade com ortografia enganada. A mim, não me parece bem. Mas achei bonito, ao menos, terem avisado.
eheheh

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

A minha menina tem dói dói

Há uns 15 dias que, de vez em quando, diz que lhe dói a cabeça. Não me parecia ser nada de especial, até porque pula e brinca como se nada fosse, mas de vez em quando lá vem ela: "dói-me a cabeça!!". De há uns dias para cá também diz que anda enjoada. De vez em quando queixa-se... E eu, sem saber o que lhe diga. Hoje disse-me que não comeu o bolo de aniversário do colega porque estava enjoada nem fez os exercícios todos da ginástica porque estava enjoada. Mau!!! O que é isto? Depois, na casa de banho, vi que as fezes também já tiveram melhores dias. O que se passa com a minha princesa? Será vírus? Estarão os sintomas relacionados? Serão coisas isoladas? Que faço? Espero mais uns dias e vou à médica? Vou já? Raios, pá! Há lá coisa que me deixe mais incomodada do que a saúde dos filhos... Minha bonequinha .. Que tens tu?

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Vegetar

Foi o que se fez hoje, dia 8 de dezembro e, felizmente, feriado. Depois de umas compras matinais, vegetou-se, descansou-se, dormiu-se e estudou-se. Sim, porque ele há profissões (entre as quais a minha) em que temos de passar a vida a estudar para não petrificarmos em desatualizações. E foi isto. A árvore de Natal está feita, e sinto-me mais preparada para uma semana mais curta de trabalho. 


Boa semana!

domingo, 7 de dezembro de 2014

Restaurante "Entra"

Mais um restaurante que entra na lista dos "A repetir". Uma excelente relação qualidade-preço para um ótimo menu de degustação. Gosto deste conceito de restaurante. Em vez de ter de passar meia hora a ler a ementa a ver se consigo decidir o que comer (às vezes consigo ser mesmo muito indecisa), e ainda correr o risco de me arrepender e ficar a babar com o prato do vizinho do lado, não! É só sentar, e esperar que me tragam as delícias todas à mesa, já previamente escolhidas pelo chef. E foi o que aconteceu aqui. Uma ementa ótima, pouco tempo de espera por cada prato, e um preço justo. Escolher, só mesmo a bebida, nesta ementa original :)



O prato de peixe....


O prato de carne...


As sobremesas....

E esqueci-me da foto às entradas que estavam, igualmente, ótimas. 
Recomendo vivamente o restaurante. Para um jantar especial, de grupos ou o que vos apetecer :)




sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Procuro

Alguém ou alguma empresa que me preste o serviço de me encher as almofadas dos sofás! Já estão muito moles e deformadas, e não fazem bem a nenhuma coluna que nelas se sente. Ando a tentar, sem qualquer sucesso, que um contacto que me deram venha cá a casa mostrar-me o tipo de espumas possíveis mas, sem exagerar, hoje deve ser para aí a sétima vez que me dá o flop e não aparece. E eu tenho (mesmo) muita dificuldade em lidar com pessoas que não se preocupam minimamente em honrar os seus compromissos. Mas é difícil arranjar este tipo de profissionais, hoje em dia somos todos doutores e engenheiros, e não há mestres nestes ofícios. Já tentei a Zaask, mas nem uma resposta tive. Por isso ando assim. Dependente de quem nunca respeita ninguém. Alguém tem contactos de quem preste este tipo de serviços? E que seja gente minimamente séria?

Muito obrigada

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Insónia

De vez em quando saem-me estas na rifa. Costuma ser até às 4 da matina e depois lá vem o sono, que me deixa descansar umas 3 horas. Mas esta noite nem isso, Vi passar as 4, as 5, e ainda esperei mais um bocado. Não voltei a olhar para o relógio porque me mentalizei que já não dormia, que a hora de acordar estava a chegar. Comecei a ouvir carros, aviões, a água a correr da vizinha de cima. Nada! Depois veio o primeiro sonho e acordei. sinal de que passei ao de leve pelas brasas. Ainda veio o segundo sonho, e acordei. E depois lá dormi para aí 1 hora. Não consegui mais. Não sei como me vou aguentar. Não sou menina de diretas nem de noites mal dormidas. Tenho aqui os olhos a meia haste e vou tentar sair cedo do trabalho para ainda dormir a sesta antes de um jantar de Natal ao qual gostava muito de ir. Mas nem sei se vou conseguir. Raios para isto

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Eu já me dava por satisfeita se o conseguisse antes dos 40

10 jovens que ficaram milionários antes dos 20 anos (parte 2)

Acessórios com tampas de garrafas e design de sites são algumas das ideias de sucesso que eles tiveram

Jovens e milionários antes dos 20 anos (Foto: Reprodução)
Como faltam cerca de 9 meses... o melhor será elevar a fasquia para os 50, e ter uma velhice afortunada :)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Homens com profissões de mulheres

Não há dúvida que a diferença entre cromossomas X e Y faz a sua diferença...e grande. Já aqui tinha referido a incapacidade de (alguns) homens quando se encontram a trabalhar numa caixa de supermercado. Nunca achei um expedito, que conseguisse igualar uma mulher nas mesmas circunstâncias. Na altura houve aqui alguns comentários que referiam o contrário, que já tinham encontrado homens bem profissionais à frente de uma máquina registradora, etc e tal, e eu muito desconfiada na mesma. Este fim de semana voltei a sofrer as consequências. À entrada de uma grande superfície, pedi para me embrulharem um presente. J'asus!!! Tive de fazer uma contagem decrescente para me acalmar enquanto via a (nenhuma) desenvoltura do rapaz perante o papel de embrulho, fita cola e a prenda. Foi de tal ordem que a menina que estava ao lado, depois de fazer os embrulhos dela, e perante a visível incapacidade do seu colega, começou a ajudá-lo acabando o embrulho numa ponta, enquanto ele acabava o embrulho na outra. Eu, desesperada, quase tive vontade de os empurrar dali para fora, e fazer eu o embrulho para ver se acelerava a coisa. Depois, mais tarde, entrei numa livraria. Outro senhor estava na caixa, e começou a fazer-me o embrulho. Como o papel era forte e ele tirava pedacinhos mínimos de fita cola, não conseguia força suficiente para o agarrar. E colou bocadinhos, e mais bocadinhos, e mais uns quantos até aquilo ficar seguro. O que ele não percebia era que um bocado maior teria feito o efeito correto e seria mais eficaz. Quando cheguei a casa e comecei a catalogar os presentes, aquele já se tinha descolado outra vez, claro, face a tamanho profissionalismo do "embrulhador".
A sério, não vale a pena. As mulheres nunca hão-de conseguir trocar um pneu do carro como se de um ajeitar de roupa se tratasse (e há alguns homens para os quais aquilo é mesmo do mais simples que há), e os homens nunca hão-de ser exímios profissionais de caixas e embrulhos. Está escrito no cromossoma. e o destino dificilmente se muda, não é verdade?

O "Cante" Alentejano

Chamem-me ignorante, idiota ou o que vos apetecer. Eu cá, nunca tinha percebido que se dizia "Cante" e não "Canto". Talvez por não saber que a palavra existia (ou se calhar existe só para este cenário alentejano), ou por termos a mente tão estereotipada que ao ouvir uma coisa nos parece outra, só porque é assim que a conhecemos, e não deixamos entrar ideias frescas.
Enfim, fiquei mais rica estes dias. O saber nunca ocupou lugar.
E já agora, Parabéns então ao "Cante" :)

sábado, 29 de novembro de 2014

O que me faz o stress do Natal...

Faz-me ser hoje dia 29 de novembro e eu já ter aviado todas as prendas. Em 2 fins de semana foi tudo. Livrei-me das filas intermináveis, das grandes confusões nos centros comerciais, de me irritar com os embrulhos de prendas... De tudo. Livrei-me do stress e da irritação. Por este ano, já está!!   Urra!!!!!!

Dizem que é um dos melhores brunches da cidade....

E são capazes de ter razão. Para mim um pouco caro tendo em conta que nem incluía bebidas sem ser água, mas tudo muito saboroso. Em Lisboa, no restaurante rota das sedas, no Rato.




quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Engº Sousa Veloso - Memórias

Esta imagem, mostra mesmo o que tenho em memória sobre este senhor. Uma televisão velha - que tambéma a tive - e um velho programa de televisão que via tantas vezes porque só haviam 2 canais e não havia grande escolha. Tenho ideia de ver este programa ao domingo de manhã, depois penso que mudou de horário mas não sei bem.
Hoje, quando vi a notícia, a primeira coisa que me veio à cabeça foi: Xiii.... e quantos anos a mais que 100 já teria ele? Juro que pensei que fosse muito mais velho. Mas afinal ainda só ía nos 88. Não deixa de ter sido uma boa dose de vida. Quase 9 décadas.
E acho que todos, hoje, nos despedimos com amizade e carinho deste senhor.
Até sempre Sr. Engenheiro


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Ainda a propósito do Sócrates

Que não há conversa nenhuma que não comece ou acabe a falar do caso do ano....
O que noto nos sentimentos das pessoas em geral, é uma profunda vergonha e tristeza por tudo o que se está a passar.
E é mesmo!

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Frango com mel, limão e gengibre

Ora aqui vai mais uma receitinha muito rápida, extremamente saudável, e muito saborosa. Foi a minha amiga S. que ma deu, e depois disso já a fiz umas 2 vezes. Muito boa! Peço desculpa pela foto sensaborona, mas só me lembrei de a tirar só havia já um bocadinho na frigideira.



Ingredientes (Para 3 pessoas):

2 peitos de frango
3 dentes de alho
2 cm de raíz de gengibre
1 c. sopa de mel
sumo de 1 limão
tomilho q.b
sal e pimenta q.b
meio copo de vinho branco

Comece por cortar o peito de frango aos cubos e tempere-os com sal, pimenta, dentes de alho picados e o gengibre cortado miudinho.
Numa tigela, junte o sumo de um limão com a colher de mel, as folhas de tomilho e o vinho branco. Mexa tudo.
Numa frigideira larga, deite um fio de azeite, e junte os pedaços de frango para saltear. Quando estiver quase cozinhado, junte o preparado de limão e mel e deixe apurar em lume brando cerca de 5 minutos.
Sirva com arrox basmati e uma saladinha verde.

Bom apetite!

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Olhem que coisa tão fofa eu comprei hoje

Podia ter aproveitado para uma prenda de Natal, que podia. Mas a prenda foi para mim!!!!
É tão fofinho, e fica-me tão bem.....


Se quiserem saber de onde vem, é daqui: Imagine




Ironias do Destino

Não resisti a partilhar...


O bom filho à casa torna, certo???

domingo, 23 de novembro de 2014

Polvo à Lagareiro

Adoro este prato. E nunca o tinha feito em casa. Com a ajuda da receita que descobri no MyTaste, foi muito rápido de fazer e ficou delicioso.


Ingredientes (2 pessoas):

1 polvo médio
500g de batatinhas para assar
coentros frescos picados
5 dentes de alho fatiados
1 cebola
azeite q.b
1 folha de louro

Comece por colocar o polvo a cozer na panela de pressão com uma cebola cortada ao meio. Deve cozer cerca de 20 minutos e esperar por poder abrir a panela. As batatas colocam-se com sal grosso num recipiente e levam-se ao microondas por 12 minutos. Aos 6 minutos tiram-se para as voltar e colocam-se novamente no microondas.
Quando o polvo estiver cozido, corta-se aos bocados e coloca-se num tabuleiro para ir ao forno. Tempera-se agora com um pouco de sal grosso. À volta, coloque as batatas às quais já deu um murro para as abrir ligeiramente. Polvilhe o polvo com a metade dos dentes de alho, a folha de louro e os coentros. Polvilhe as batatas com os restantes dentes de alho e resto de coentros se ainha houver. Regue tudo com uma dose bem generosa de azeite e leve ao forno a alourar durante cerca de 20 minutos.

Bom apetite!

sábado, 22 de novembro de 2014

Tenho um sorriso parvo na cara

Já passava da meia noite quando ontem (ou já hoje), deambulava pelos canais da TV e fui parar aos últimos noticiários. Num deles, as notícias eram futebol, mas saltou-me à vista a nota de rodapé que passava com a notícia de última hora: José Sócrates tinha sido detido. Como a porcaria da notícia do futebol não acabava (não percebo como conseguem falar de futebol com uma notícia tão quente em mãos - querem lá as pessoas saber do futebol nestas ocasiões), mudei para outro canal onde, aí sim, só se falava de José Sócrates. Sem saber muito concretamente porquê, mas um sorriso invadiu-me a cara. Ainda acordei o meu marido para lhe contar, e não pensei em mais nada nem quando acordei de noite, nem quando me levantei de manhã. Tive e tenho uma sensação de vingança que me deixa feliz (e a vingança é um sentimento tão feio), mas parece que senti uma esperança renovada que não sentia há muito por este país. Será a justiça a funcionar? Será que é agora que o país dá a volta e deixa de vez de ter a corrupção em primeiro plano para a sobrevivência como os países de 3º mundo? Será?
Só sei é que tanto fumo à volta de uma pessoa, só podia significar que tinha de haver um fogo algures.
Estou tão estupidamente contente com isto. Só espero que tenha sido uma detenção justa. Espero que tenham efetivamente provas. E espero que, à semelhança do que já tem vindo a acontecer com outros (Isaltino Morais por exemplo), a verdade venha ao de cima e a justiça seja feita.
Habemos Justiça!!!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Já comecei pelas da miúda!!!!


Adoro-as!!!

6ª feira e um dia de Sol...

Levaram-me a um almoço especial


Estava tudo farto de chuva, de rotina, da cor cinzenta. Vieram uns raios de sol, e transformámo-nos em caracóis. Pusemos os cornixos ao Sol e fomos passear. Parámos num restaurante de hotel e tivemos uma agradável surpresa. Que belo almoço. A cozinha portuguesa está a chegar a um grau de requinte difícil de igualar. Bolas!!!

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Os Putos

Em homenagem ao Grande Carlos do Carmo que ganhou o Gremmy Latino com todo o mérito, deixo aqui uma canção que me acompanhou tanto tempo, fazendo-me tão feliz.
"Os Putos" é uma das canções que mais gosto dele, e era o nome de um programa de rádio no qual eu participava todo o santo sábado, quando tinha os meus 12, 13 anos. Que memórias tão boas me traz.
Parabéns Carlos do Carmo

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Água, água, água

Ontem preparei-me psicologicamente para um final de dia de muita chuva. Anunciaram tempestade a partir da tarde e toda a noite, e fiquei alerta. Começou a chover sim, ao final da tarde. Fui mais uma vez (já vem sendo hábito), buscar os meus filhos debaixo de água, e lá vim para casa. De noite não ouvi nada, acho que parou. Levantei-me às 3 da manhã porque a minha filha choramingava com o pipi a arder (é a minha pipi das meias altas, que tem sempre alguma coisa a queixar-se naquela zona), peguei nela e fui lavá-la à casa de banho a essa hora (que bom). Nada de chuva. Não ouvi nadinha. Deitei-me mais uma vez ferrada e acordei de manhã sem ouvir chuva nenhuma outra vez. Pensei: Afinal, a tempestade foi exagero. Assim que saí de casa às 8 da manhã, a chuva começou a cair nos vidros do carro. E não mais parou. De manhã, à hora de almoço, à tarde, e lá fui outra vez buscar os miúdos debaixo de água. Levar-lhes chapéus para poderem sair da escola, virem com as mochilas completamente à chuva, abre uma porta do carro, enfia um todo molhado lá para dentro, e fecha a porta. Abre a porta do outro lado, enfia outro lá para dentro e fecha. Abre porta bagagens para lá colocar as mochilas encharcadas e os 2 chapéus dos miúdos completamente ensopados, e que tive de fechar com o meu outro chapéu aberto noutra mão. Abro novamente uma das portas para colocar o cinto à miúda que ainda não o consegue colocar sozinha. Abro a porta do meu lado e entro encharcada lá para dentro ainda com o chapéu de fora. Fecho o chapéu mas já a levar com chuva que começa a entrar dentro do carro por ter a porta aberta. E fecho, finalmente, a última porta - a minha!
Dispo o casaco molhado, ponho o chapéu no chão e posso, finalmente, dar à chave e sentir-me feliz por ter garagem e não ter mais de me molhar toda. Ainda tenho de passar por algumas "piscinas" até chegar a casa, mas felizmente nenhuma encheu o suficiente para me por o carro a nadar.
Chiça, que isto não é fácil! E tem sido todos os dias - os últimos - a percorrer este ritual. Dizem que amanhã chove novamente. E eu que insisto em não comprar umas galochas, porque acho que quando as comprar, a chuva vai cessar por completo. Isto já é água a mais!!!

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Como é que vamos aguentar?

Ficar sem a nossa droga doce nas quantidades de consumo essenciais para a nossa sobrevivência?

Pelo sim pelo não, hoje ao almoço comi uma mousse de chocolate...hum!!!





segunda-feira, 17 de novembro de 2014

À 3ª só cai quem é parvo

Ando a tentar marcar um encontro com uma senhora que desconheço, pois esta encontra-se interessada num artigo do qual já não preciso. Marcámos o primeiro encontro no sábado passado. Combinámos no dia anterior, e sábado lá fui eu para o local e hora escolhida à sua espera. Esperei, esperei, e passados 20 minutos achei que já era esperar demais. Como tinha sido tudo combinado por email e eu não tinha o seu contacto, vim-me embora sem saber o que se teria passado. Cheguei a casa, enviei-lhe um email, ao que me respondeu quase logo de seguida, que se tinha esquecido, que horror, mas tem a filha doente e passou-lhe e rebeubéu, e imensas desculpas e tal, e tal. Conclusão: Acedi a marcar novo encontro para hoje, no mesmo local. Mas já com os telefones trocados não fosse haver algum imprevisto. 45 minutos antes do encontro, mando-lhe uma mensagem a perguntar se está tudo ok para nos encontrarmos à hora combinada, e recebo logo a resposta, que sim, e um até já. Vou novamente para o local e, assim que chego, envio mensagem a dizer que já cheguei. Esperei, esperei, e nem mensagem nem pessoa. 45 minutos depois volto então a receber uma mensagem a dizer que lhe passou novamente e que horror, que nunca fez aquilo a ninguém, e que já não tinha desculpa e tal e tal. Já nem lhe respondi. Não suporto pessoas que não têm o mínimo respeito pelos outros e pelo tempo que perdem à sua espera. Se se esquece muito, ponha um lembrete (é para isso que eles servem). Se vir que vai chegar atrasada, ligue à pessoa em espera (é o mínimo que os outros esperam).
À 1ª qualquer um pode cair, à 2ª só cai quem quer (e eu pelos vistos, quis). À 3ª só mesmo quem é parvo. Por isso, bye, bye.

2ªs feiras

Dias difíceis por natureza. Custam a toda a gente. E mais se tornam custosos quando temos um dia cinzento como o de hoje, sem saber muito bem se ainda vai melhorar ou se ainda vai chover a canivetes até o sol se por.
Precisa-se ânimo, energia, motivação, auto-estima. Não sei se vocês precisam de todas estas condições, mas eu estou carente de todas elas. Nunca mais arranjo o meu emprego de dondoca que me permita ter a minha fonte de rendimento, e ainda me permitir ter a liberdade de não ter de me deslocar ao mesmo local de escritório todo o santo dia.
Isto hoje está mau, eu sei. Desculpem qualquer coisinha. Mas uma nuvem cinzenta parou em cima de mim, e teima em não querer sair.
Boa semana para todos

domingo, 16 de novembro de 2014

Brunch Choupana Café

E fomos provar mais um brunch da cidade de Lisboa. Desta feita foi no Choupana Café, da Av. da República. Foi muito bom. Desde o espaço à comida, ao aspeto de tudo o que está à venda que apetece trazer um bocadinho de cada coisa para casa.... uma maravilha. Vale a pena experimentar. Por 14,5€ fiquei com uma barrigada que nem ao jantar tinha fome. Muito bom.
Mereço 2 bofetadas por me ter esquecido de tirar uma foto à comida. Fica só uma foto do espaço, que tirei da Net.


Já agora...quando me vinha embora ainda me cruzei com o ator Albano Jerónimo à entrada.... nada dececionante face ao que se mostra na TV. Nada mesmo.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

E serviços de carpintaria...conhecem?

Carpinteiros é profissão que quase não existe. Eu não conheço nenhum e, a partir da plataforma Zaask ainda consegui chegar a um senhor que já me deu um orçamento.
Mas queria mais, porque não sei até que ponto me pedem o que querem porque já não existem destas pessoas. Há por aí alguém que conheça quem faça trabalhos de carpintaria bons e a um preço justo? Zona de Lisboa e arredores?
Agradecida!!!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Eu e os meus vislumbres de parecenças

Sempre fui uma mocinha muito dada a achar parecenças entre pessoas. É mais forte do que eu, acontece por acaso. Olho para alguém durante um tempinho e a minha cabeça começa a dizer-me que a cara me faz lembrar alguém. Depois penso, penso, penso, e lá chego a alguma conclusão. Hoje aconteceu-me o mesmo. Estava a ver uma apresentação que uns senhores foram fazer ao local onde trabalho, e a pessoa que estava a apresentar fazia lembrar-me alguém. Lá pensei, pensei, pensei.... e Eureka! Descobri! O personagem que aquela pessoa me fazia lembrar era nem mais nem menos do que o..... Voldemort... da saga Harry Potter.


Não é que a pessoa fosse assim tão feia...que não era. Até tinha um ar arranjadinho e lavadinho, mas era careca e tinha o nariz assim para baixo, a fazer lembrar este horror aqui de cima.
Quando, depois de acabar a apresentação, falei deste meu achado às minhas colegas, nem imaginam o fartote de rir que foi. Elas só disseram: Mas ele até tinha um ar querido... pois tinha! Mas o nariz levou-me em imaginação ao Lord Voldemort....ou se preferirem, àquele cujo nome não pode ser pronunciado. Ehehehe



World Kindness Day

Hoje, é o dia mundial da bondade. Acho que não deveria haver apenas 1 dia para isto. Quem sabe 1 mês. quem sabe o ano todo? Seríamos todos tão mais felizes se fossemos mais bondosos uns para os outros. Vinha de manhã a ouvir a rádio comercial onde algumas pessoas davam exemplos de determinadas atitudes de bondade que tinham recebido..... fiquei tão sensibilizada....porque há tão pouca bondade, que qualquer simples e pequeno gesto torna o nosso dia logo tão diferente!!!
Raça de gente este que abunda neste mundo, e nesta sociedade tão individualista.
Um bom dia da bondade para todos vocês, que já são bondosos o suficiente para vir aqui deixar um miminho de vez em quando. :)

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Diário de bordo

Que me apetece dizer-vos hoje?
Que dormi mal porque a minha filha resolveu gritar de noite por mim, porque não conseguia achar o seu cavalo marinho (um dos bonecos com o qual dorme), e que para voltar a adormecer foi d'um catano. Que andei o dia inteiro cheia de sono, muito nervosa (again!), mas que no geral, o dia de trabalho até correu bastante bem. Que fui buscar os meus filhos à escola, e foi só entrar em casa e tive de os por de castigo aos dois, pois insistem em implicar um com o outro EM TUDO, e que os pus logo cada um em seu quarto para não me apoquentarem mais até à hora de jantar. Que o meu ferro a caldeira já está a manchar a roupa (pensava que estes ferros me poupavam a isto) e que já tive o horrível prazer de ter de o limpar. Que amanhã ao jantar estou a propôr-me fazer coelho à caçador e que agora vou mas é para a cama antes que a miúda se lembre de outro boneco qualquer.
hasta!

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Taxa túrística, Legionella

Olhem...tá tudo doido, é o que é!
Taxa turística para tudo o que entra em Lisboa? Parece aquela velha frase que diz: Atira em tudo o que mexe!!!
Aterra em Lisboa, Paga! Dorme em hotel de Lisboa, Paga! Entra em Lisboa de qualquer forma, Paga!
Pelamordedeus!!! Dizem que esta taxa já existe em cidades como Paris ou Berlim...pois não sei. Mas não façam as coisas como deve ser, e vejam-se a dar cabo do turismo. Já agora, saio em trabalho do País ou de férias e, ao voltar - Pago! É isto?
E a legionella? Oh senhores...será que estamos no final da triste e perigosa novela? Será que eu, que moro em Lisboa, tenho de me preocupar? Acho melhor nem pensar no assunto. E para descontrair, acabei de tomar um banho daqueles de tirar a pele às galinhas. Tão bom!!!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Feira do Cavalo da Golegã


Nunca lá tinha ido, mas este ano já tinha metido na cabeça que tinha de lá dar um pulo. E quando meto uma coisa na cabeça.....
Foi giro. Não conhecia esta vila, é muito gira, muito arranjadinha, muito ou mesmo toda virada para a vertente equestre. Vimos muitos cavalinhos, provas, e foi uma pena não termos lá estado à hora de uma refeição, que todas aquelas tasquinhas e restaurantes prometiam.... Oh se prometiam! Mas valeu a pena visitar.


Cheio de fomeca ...



E foi muito giro também ver os trajes a rigor de alguns adeptos do desporto equestre. Vale a pena dar lá um saltito :)

domingo, 9 de novembro de 2014

Empada de frango e cogumelos

Tirei esta receita do site do Manuel Luís Gouca - O Cabaret do Goucha - que me cativou logo à primeira vista. Vai daí, e hoje foi dia de experimentar. Não usei os cogumelos da receita original porque não os vi à venda. Usei pleutotus, portobello e cogumelo Paris. Ficou ótima, e já tenho jantar para mais 1 ou 2 dias, que aquilo é imeeeennnnnssoooooo!!!!


Ingredientes:

2 bases de pizza (usei de compra)
3 peitos de frango sem pele e cortados em tiras 
mistura de 300g de cogumelos (Pleurotus, Paris e Portibello) cortados grosseiramente
2 cebolas picadas
5 dentes de alho picados
1 lata de tomate pelado cortado em pedaços
1/2 copo de vinho branco
azeite q.b
sal e pimenta q.b
1 raminho de coentros frescos picados
Num tacho, aqueça um bom fio de azeite. Junte as tiras de frango e deixe ­as dourar de ambos os lados. Retire o frango e conserve ­o, à parte. No tacho, junte ao mesmo azeite a cebola e o alho picados. Deixe cozinhar até que a cebola fique transparente. Junte os cogumelos. Deixe ganhar cor. Junte o vinho branco e deixe ferver até que o alcool se evapore. Junte agora o tomate e deixe cozinhar por mais uns minutos para que o molho espesse um pouco. Junte, no tacho, as tirinhas de frango. Tempere de sal e pimenta. Junte os coentros picados. Retire do lume e deixe arrefecer. Pré­aqueça o seu forno a 180oC. Forre uma forma de tarte, de fundo móvel, untada de azeite, com um disco de massa para pizza. Coloque o recheio de frango e cogumelos. Tape com o outro disco de massa, fazendo aderir bem os bordos. Abra um buraco, ao centro, na superfície de massa, para que o vapor possa saír. Pode pincelar a massa com gema de ovo batida.
Leve ao forno até que a massa esteja cozida e dourada.
Bom apetite!!!

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Há anúncios que deviam ser proibidos

Como este, por exemplo:



Pode ser um grande golpe de marketing, mas maior é o golpe no estômago de todos nós. Estar a jantar com as crianças, ou em serão com a família, e aparecer isto pelas nossas vidas adentro, é uma invasão enorme por demais no nosso interior.
Que horror! Tirem-me isto do ar, please!!!!

Mas como é que nós ainda continuamos a pagar para isto?

Como?
E deixamos isto tudo acontecer..... a gozarem com a nossa cara, e nós a pagar para esta gente trabalhar e fazer alguma coisa, e depois o resultado é este?
O mínimo que merece e que provavelmente qualquer povo faria, é fazer uma manifestação às portas da Assembleia a exigir a demissão deste senhor... ou desta coisa!
Pelamordedeus!!!


quinta-feira, 6 de novembro de 2014

As maravilhas do facebook

Esta semana estive mais de meia hora ao telefone com um antigo amigo com quem já não falava para aí há mais de 14 anos. 14 anos, pá!!! É certo que a última vez que o vi, foi assim de relance quando estava quase a rebentar do meu primeiro filho e já andava a fazer caminhadas para acelerar a coisa. Mas nessa altura foi só de passagem, porque estávamos ambos acompanhados e a conversa deu para pouco. Ainda me deu o seu telefone, mas as hormonas da gravidez fizeram-me perdê-lo (ou nem o cheguei a conseguir gravar), e perdemos o rasto um do outro novamente. Mas entretanto ele resolveu adetrir ao facebook como praticamente toda a gente e resolveu procurar antigos amigos. E lá nos encontrámos eletronicamente. Ainda não estivemos juntos pessoalmente para colocar a conversa em dia em imagens 3D, mas ao telefone já percorremos as cenas mais importantes. Casamento, filhos, desentendimentos, amigos em comum que não vemos há muito tempo. Enfim, foi muito bom! É daquelas amizades que podem passar-se mais de 20 anos, que a conversa vai parecer sempre que não nos vimos há apenas alguns dias. E há tanta gente da qual tenho destas saudades... fui perdendo tanta gente ao logo da vida, por causa dela mesmo... da vida, e dos diferentes rumos que cada um vai seguindo.
E viva o facebook :)

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Padres muito à frente

À conta da catequese dos meus filhos, tive uma reunião com o Padre da minha paróquia. Este, tinha uma apresentação para projetar aos Pais e falar sobre a mesma. Ao princípio nem reparei em como estava montado o estaminé para a sessão. Mas passado algum tempo reparei melhor na mesa que lhe dava suporte: Tinha um projetor, claro, mas não tinha o habitual portátil ligado a ele com a apresentação. Ao invés disso, tinha o seu telemóvel (um iPhone) ligado a um adaptador, que depois ligava ao projetor. E para passar os slides, apenas tocava no ecrã tátil do seu smartphone. Olhem: De tanta apresentação que já fiz e já vi, nunca tinha visto este engenho. Sim senhora. O Sr. Padre não perde tempo (e espaço) a ter de andar com o portátil atrás. Quem tem um iPhone, tem tudo :)

Grupos de Meditação em Lisboa - Há?

Ainda fiz uma breve pesquisa no facebook, mas há por ali tanta coisa que uma pessoa não sabe bem onde pode aquilo ir parar. Alguém conhece ou frequenta algum?

Obrigada

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Inacreditável!!!

Acabei de ouvir na televisão, pela primeira vez, uma música de Natal onde a protagonista era, como não podia deixar de ser, a popota!
Socorro!!! Não é demais? Hoje é dia 4 de novembro. Repito: 4 de Novembro. Por favor.
E já agora, e que tenho de gramar com isto, alguém me sabe dizer qual vai ser o fim de semana do desconto de 50% de brinquedos do continente? If you can't beat them, join them! Bahhhh

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Lei de murphy... doméstica

Como não tenho de momento empregada (coisa que espero resolver muito rapidamente), sou eu que faço a limpeza da casa e limpo os vidros das assoalhadas. Gosto de os ver a brilhar com o sol a bater-lhes, depois de uma limpeza bem feita. Ontem, depois de passear e de ter chegado a casa, foi altura de limpezas. E limpei os vidros do quarto. E o que aconteceu hoje, o que foi? Pois é! Com a chuva, já está tudo salpicado, e amanhã já vou ver todas as manchas assim que lhe der o Sol.
Vida de doméstica não é fácil. Que frustração!

Reiki - mixed Feelings

Tal como já tinha aqui referido há uns dias, resolvi tirar o nível I de reiki, dado que já tinha lido o suficiente sobre o assunto para me interessar e achar que era algo adaptado às situações pelas quais estou a passar nos últimos tempos. Se gostei?
Gostei dos princípios, gostei da facilidade em conseguir canalizar energia, e de a ter sempre comigo apesar de nunca ter dado conta ou me ter apercebido. Foi realmente fascinante sentir a quantidade de energia que emana das nossãs mãos, mas houve outras coisas que não gostei. Não gostei da superficialidade do curso apenas para 1 dia. Acho que houve matérias que deveriam ter sido mais aprofundadas, e não gostei do grupo que me calhou na turma (isso já ninguém tem culpa, é obra do acaso), e que por vezes levavam a conversa para temas que eu não queria, MESMO, estar a ouvir e discutir. Uma coisa é a espiritualidade, outra coisa completamente diferente é espiritismo e experiências do oculto. Nesta parte tive vontade de tapar os ouvidos, mas como somos todos pessoas educadas, temos de gramar com o bom e o mau de todos.
Agora vem a parte da prática. Vou ver como lido com os 21 dias de prática diária e quais os resultados que consigo obter. Se tiverem testemunhos que me possam passar, estou aberta a ouvir tudo ... só sobre Reiki!!! :)

domingo, 2 de novembro de 2014

2 Novembro 2014

Provavelmente o último fim de semana com tempo quase de praia. Digo quase, porque achei que já não estava calor suficiente para ir à água. Ainda estive na areia (vestida), e apreciei o mar mágico de dentro de um restaurante na Costa da Caparica. É nestas coisas que Portugal é imbatível. País lindo de um raio!!!


sexta-feira, 31 de outubro de 2014

O que é que passa com os Russos, mesmo?

O que é que andam os aviões russos a fazer em céu português? É para ter medo? É que não consigo ouvir uma notícia inteira do princípio ao fim, mal que deve acometer todas as famílias com crianças, certo?
O que é que se passa? Vamos ser invadidos, ou quê?
Oh, céus!!!

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Em busca de empregada doméstica

Ando há meses nisto. Depois da minha empregada de 7 anos ter ido embora por ter tido uma proposta de trabalho a tempo inteiro, que nunca mais estabilizo. Primeiro fiz entrevistas mas não houve ninguém que me enchesse as medidas. Depois resolvi experimentar uma daquelas empresas que fazem limpezas em casa. Foram 2 meses em que correu tudo bem até ao dia em que me surripiaram uns auriculares aqui de casa. Mandei-as embora. Se um dia foram uns auriculares, outro dia era uma jóia qualquer. Deus m'a libre!!! Já agora, a empresa era a HouseMaid, só para ficarem de pé atrás se por acaso trabalharem para vocês. E agora ando em busca novamente. Ainda tentei ficar sem ninguém mas não dá. Não dou conta de tudo, e descobri que afinal não sou a super mulher - shame on me!!! Por isso, alguém que me queiram recomendar para vir a minha casa por 4h à 6ª feira?. Tem de ser de MUITA confiança e que limpe muto bem que não gosto nada de ver as coisas aldrabadas. É para Lisboa. Obrigada.

PS: Nunca pensei usar o blogue para isto, mas já estou no desespero. Quando me recomendam alguma, não tem disponibilidade para mim. Arre!

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Coisas que se aprendem nas salas de espera

A sala de espera de um consultório médico, pode ser sempre um ótimo local de meditação. Tanto de meditação como de descanso, cultura, convívio e sei lá mais o quê. É tanto o tempo que nos fazem esperar, que dá para tudo. Nomeadamente para ler revistas cor-de-rosa daquelas que só leio nestes sítios e nas férias de verão quando não tenho nada para fazer.
Então desta vez, fiquei a saber que a Daniela Mercury, depois de estar casada uma pipa de anos e de ter 2 filhos biológicos, achou que a sua felicidade futura estava ao lado de uma outra mulher com quem já adotou até mais uns quantos filhos. E se calhar agora perguntam-me vocês:
- Mas tu não sabias que a Daniela Mercury era gay? Em que mundo vives tu?
Pois, não sabia de nadinha. E fiquei de boca aberta numa sala de espera de um consultório médico. Ando completamente alheada da realidade das estrelas do nosso planeta, pois a minha vida já me dá demasiados afazeres e leituras, de maneiras que é assim. Há por aí mais estrelas com vidas esquisitas e das quais eu tenha de saber as novidades para não fazer estas figuras?
Agradecida!

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Que cansaço senhores...

Ele há dias que já nem sei como me chamo. A cabeça trabalhou tanto, tanto, mas tanto durante o dia, que já não consegue processar absolutamente nada. Não pensa, os olhos abrem só a meia haste, o corpo só quer caminha. Por isso, e porque já não consigo pensar em absolutamente nada, vou para o vale dos lençóis recuperar. Amanhã a ver se ganho imaginação e neurónios para os colocar a trabalhar para quem gosta de aqui vir.
Besitos

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Herman atravessa gerações

Tinha o meu filho a rir, sentado no sofá, a ver o "Bem vindo a Beirais". Disse- me:
- Mãe, olha o Herman!
Eu vejo, sorrio, e penso: bolas, que há 30 anos atrás, era eu que descobria o Herman através dos programas da altura dos anos 80. E tantos anos depois, continua a cativar as gerações mais novas, e a fazer crescer o grupo dos que o admiram. Só a forma como tem gerido a sua carreira nos últimos anos de crise, mostra a humildade de que é feito, e de como é, seguramente, um exemplo a seguir. Não anda a roubar ninguém, não sucumbiu à solidão nem às dificuldades de um mundo artístico ingrato e sem posses. Vai à luta, dá um passo atrás para poder seguir em frente, não tem medo do trabalho seja ele qual for, e agradece a todo o tipo de público que o admira, porque merece e porque é do público que vive e que sempre viveu. Grande Herman!!! Sempre tua fã. 

sábado, 25 de outubro de 2014

Viver em Portugal nestes dias é ...

Poder estar na praia, dia 25 de Outubro, sem grandes confusões mas com gente suficiente para sentir conforto e aconchego, haver lugar para estacionar logo à boca da praia, a temperatura estar fantástica ( nada de vento, e o calor no ponto certo), e a água do mar estar melhor que o Algarve no pico do Verão. Soube tão bem!!!!




sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Crescidas à Força

Às vezes olho para certas meninas e fico com pena. Porque o corpanzil que molda já as suas tenras emoções e capacidades, está longe de se adequar à realidade. Falo das meninas que começam a desenvolver-se demasiado depressa fisicamente, e se destacam perante as demais por começarem a ficar diferentes muito cedo.
Existe uma menina na escola dos meus filhos que tem 8 anos, e maminhas já bem proeminentes. É muito alta relativamente aos outros, e um autêntico bebé em comportamento. Vejo a mãe às vezes com um ar desesperado a tentar que a sua única e já tardia filha lhe obedeça ou tenha um comportamento mais equilibrado perante as assistências, mas não consegue. É uma criança ainda muito infantil e aparentemente bastante mimada, e depois com aquele corpo já quase de adolescente. Pouco faltará para chegar à altura de uma mulher adulta (se for baixa), e com as maminhas já grandes no meio de crianças do 1º ciclo. Eu fico mesmo com pena. Porque é uma injustiça retirarem a infantilidade e a inocência a uma menina tão pequenina (em idade). Mas ninguém tem culpa. A natureza é assim e está a transformar uma menina já em pequena mulher, sem o mínimo aviso, a mínima preparação. 8 anos é uma criança tão pequena, bolas!
E quantas meninas mais há assim por aí? Que lhes aparece o período aos 9 anos (9!!! que horror). Como é que uma criança de 9 anos vai perceber que já tem o período para dali a 20 anos (provavelmente, se não for mais) poder procriar?
Oxalá não aconteça o mesmo à minha menina. Tadinhas, deixem-nas ser crianças até quererem. Só se é criança uma vez e não volta mais.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Descabelamento

É o que me está a acontecer, nestes últimos dias. Assim que saio do banho e me penteio, até me assusto. Saem tantos, tantos, que fazem um pequeno tufo que tenho de deitar para o lixo. Depois é durante o dia. Vou passando as mãos pelo cabelo não vá andar com eles pendurados a quererem cair, e é vê-los agarrados aos meus dedos, de todas as vezes que os passo pela cabeça. Isto está bonito, está! Bem sei que o Outono é época propícia a isto, mas a mim não me costuma acontecer com esta dimensão. Lá comecei novamente a usar o shampoo vichy energizing que me fez tão bem da última vez que esta situação me aconteceu, e vamos lá a ver qual é o resultado. Bolas!!!!

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Fazer as coisas certas na idade certa

Algo que me dizem tantas vezes, e que é tão verdade!! E tão mal que me sinto por saber que fui uma das que não fiz quase nada do que deveria na idade em que podia (ou não podia, mas fazia sentido e ninguém levaria a mal). E que estas coisas trazem recalcamentos. E que os vou sentindo aos poucos e poucos. Não fiz o que devia, fui muito impedida, muito condicionada, muito limitada por uma infindável lista de preconceitos idiotas. Há coisas que me revoltam sobre o meu passado e esta é, seguramente, uma delas.
E por isso às vezes a minha tamanha vontade de um escape, de um grito do ipiranga, de uma loucura. Mas as limitações que nos impõem vida fora são demasiado fortes para fugirem fora da nossa personalidade já formada há tantos anos.
E pronto! Era só um pequeno desabafo.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Mimos do Paladar

Há alturas da vida em que precisamos de alguns mimos. Não é que não precisemos sempre de um bocadinho, mas há alturas em que vêm mesmo a calhar. Sair da rotina, ver coisas bonitas, lugares diferentes, sensações novas. E hoje tive um mimo para o paladar, para a vista, para a rotina. 


Com esta ementa, e principalmente com a sopa, fui ao céu e vim a cada colherada que levava à boca. Não há dúvida que ainda me falta saber muita coisa para conseguir cozinhar desta forma. Que vontade de ir pedir a receita ao chefe. Que vontade de saber como se cozinharam os legumes do 2. Prato. Que vontade de saber cozinhar à grande! 
Foi muito bom. 

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

E por falar em música

Estou completamente viciada nesta. Posso (ainda) ouvi-la vezes sem conta que não me farto. Não conheço a artista de lado nenhum, o video clip é assim um bocado (muito) para o estranho, mas a música é espetacular.
Adoro!

domingo, 19 de outubro de 2014

Músicas que não saem da cabeça

Não há dúvida que nestes meus dias mais complicados, e por mais racional que me tenha tornado como pessoa, a igreja continua a ser um local onde me sinto muito bem. As músicas já não são tristes e pesadas como na minha infância, e venho de lá com uma alegria e uma leveza que me faz bem. Muito bem! Ora vejam lá como é se tira esta música da cabeça depois de a ouvir? Não é difícil?

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Oi?

Será que isto é mesmo verdade?

"A Dinamarca vai proibir o sexo de seres humanos com animais. A iniciativa legal parte do Governo de Copenhaga, que está preocupado com o crescente turismo sexual nesta área."


Estava no site da Sic Notícias.
Está tudo, definitivamente, doido!!

Ou só eu é que não percebia que os humanos tinham sexo com animais?
Uh, God!

O meu filho tentou enganar-me

Ontem meteu-se na banheira para tomar banho, e passados alguns minutos chamou-me a dizer que já estava despachado e eu já podia ir dar banho à irmã. Achei estranho pois nem tinha ouvido o esquentador, mas lá fui. Estava pois sequinho que nem um carapau teso ao sol, já com os seus boxers vestidos a achar que eu não dava conta que não tinha tomado a "porra" (desculpem o mau jeito) de banho nenhum.
- Mas não tomaste banho - disse eu
- Tomei sim, disse ele todo zangado por não acreditar nele.
- Tens a cabeça toda seca
- Isso é porque eu sequei muito bem
- Está a toalha seca, o tapete seco, o cabelo seco, só tens um bocadinho do pescoço molhado. Que raio de banho tomaste tu?
E lá foi ele, a chorar para a banheira, comigo agora ao seu lado, a dar instruções para um banho bem tomado.
Ainda me deu vontade de rir, e disse-lhe:
- Não adianta mentires, que posso não descobrir logo, mas acabo sempre por descobrir as mentiras que me fazem. Sou adulta, já tive a tua idade, e sem bem o que as crianças fazem. Também sei que às vezes não apetece mesmo nada tomar banho, mas tem de ser. Temos de ser asseados.
Lá acabou o assunto por ali, e fomos à nossa vidinha. À hora de jantar contei ao Pai. Ficou ali um bocado incomodado enquanto o Pai lhe fazia o olhar nº 33, mas eu comecei a rir-me do disparate que foi a mentira.
À noite, enquanto o deitava, voltei a dar-lhe um pequeno sermão mas a rir-me porque não consegui mesmo disfarçar a gargalhada. E ali, num momento mais lúdico, lá contou que tinha passado o chuveiro à pressa pelo corpo, ainda com água fria, e que nem tocou no cabelo.
E pronto!
Assunto arrumado!

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Que perfume está a usar?

Usar um perfume deixa-me sempre insegura. Por vezes uso-o porque gosto do cheiro noutras pessoas e calha a dizerem-me qual é o perfume (tenho um bocado de vergonha de perguntar, só se tiver muita confiança). Outras vezes, compro um qualquer que me cheira bem vagamente na perfumaria (coisa rara pois naquele local a mixórdia de cheiros chega a ser insuportável), ou porque me oferecem algum. Mas quando o ponho todas as manhãs, fica sempre aquele cheiro intenso no ar, e nunca sei qual vai ser o resultado prático do seu esbatimento ao longo do dia, na minha pele.
Mas já é a 2ª vez, e com perfumes diferentes, que uma colega passa por mim na casa de banho e me pergunta que perfume estou a usar. A 1ª vez foi enquanto andei a usar o "Love" da Chloé, que uma colega referiu gostar muito. Eu entretanto fartei-me dele à séria, até porque o aroma que as outras pessoas sentem, nós (ou pelo menos eu) nunca o conseguimos sentir. A 2ª vez foi hoje à tarde. Entrei no WC do trabalho já mesmo antes de vir embora para casa, e houve uma colega com quem nunca tinha privado qualquer tipo de conversa, que me perguntou de repente:
- "Qual é o perfume?"
Lá lhe disse que é o "Ligh Blue" da Davidoff ao que ela responde:
- "É que já de manhã nos encontrámos na casa de banho e me cheirou muito bem quando passou por mim. Por isso agora não resisti a perguntar".
Fico contente (muito) por saber que cheiro bem por quem passo. Eu não sinto o cheiro do perfume (só de manhã e é aquele cheiro bem carregado acabadinho de sair do spray), pelo que fico feliz por saber que o perfume dura todo o dia, e fica agradável na minha pele.
Que bom! Posso viver mais descansada com a utilização do cheirinho atual.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

terça-feira, 14 de outubro de 2014

E eu que nem gosto de futebol

Não consigo MESMO ficar indiferente ao talento de Cristiano Ronaldo. O problema é que se está a tornar único na seleção e não têm aparecido talentos destes para o complementar. O rapaz está à beira dos 30 anos e este brilhantismo vai acabar por se ir desvanecendo a pouco e pouco com a idade.
Caraças, que o gajo é mesmo bom, bolas! O título de "Melhor Jogador do Mundo" não é mesmo favor nenhum que lhe fazem.
Saem 20 urras para o Ronaldo se faz favor:

URRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

A propósito do post anterior

Descobri esta notícia no dinheiro vivo:


Nem de propósito para me dar mais força para dar este passo :)

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Reiki

Estou a pensar em experimentar. Preciso de outras energias (ou de saber usar as minhas) para conseguir controlar melhor a minha mente, que anda muito indisciplinada. Preciso de mais paz interior e de estar melhor comigo própria e com a correria desta sociedade que me rodeia. Já alguém experimentou? querem dar-me alguns conselhos e opiniões? Vai valer apena?
Agradecida!

domingo, 12 de outubro de 2014

Desta história do Ébola

É muito engraçado ver como é que um vírus que existe há séculos, e que de vez em quando, e infelizmente, mata uma série de humanos...africanos, nunca teve qualquer cura ou grande tentativa para a arranjar. Nunca se soube que alguma equipa estivesse altamente empenhada em descobrir a forma de a travar (tal como a malária), apesar de ser um vírus tão mortal. Desta vez, em que as proporções da doença já ultrapassaram largamente o que era previsto e aceitável, e já há brancos, europeus e americanos a morrerem com a doença, já há vacinas em teste, e equipas altamente focadas em arranjar cura.
Tão cínico isto tudo. Enquanto morrem pretos tudo bem. quando passam a morrer brancos, já anda tudo aflito.
Raio de raça humana esta!

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Help!

Ansiedade, técnicas de relaxamento, meditação, sofrimento por antecipação, mente dispersa em sentimentos negativos.
Alguém por aí que me dê dicas?

Hoje estou um caco!

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Massa Gratinada Com Atum e Legumes

Ontem esqueci-me de deixar algo a descongelar para fazer no jantar de hoje, e ando um pouco farta de comer comida que tenha de ser descongelada no micro ondas. Nunca fica com ar e sabor fresco, pelo que tento evitar. Assim, vi esta receita por acaso, e decidi durante o dia que seria o meu jantar. Fi-la praticamente igual, acrescentando apenas umas raspas de queijo parmesão antes de ir ao forno. Ficou uma delícia.


Ingredientes para 3/4 pessoas:

1 cenoura
1 cebola pequena
2 dentes de alho
3 latas de atum
azeite q.b
25g de margarina
farinha q.b
leite q.b
250g de espinafres 
massa pene q.b
meia lata de tomate aos pedaços
orégãos q.b
sal e pimenta q.b
noz moscada q.b
queijo parmesão ralado q.b

Comece por refogar a cebola, os alhos e a cenoura bem picadinhos com um pouco de azeite. Junte o tomate e tempere de sal, pimenta e orégãos. Deixe cozinhar em lume brando até apurar.
À parte, coza a massa em água fervente com sal até ficar al dente. Tembém à parte, coza os espinafres em água com sal somente alguns minutos e, depois de escorridos, pique-os.
Quando o tomate já estiver cozinhado, junte o atum, os espinafres e a massa cozida.
Faça um pouco de molho béchamel com a margarina, farinha e leite, e quando estiver cremoso tempere com um pouco de noz moscada.
Coloque o preparado de massa num pirex para ir ao forno e, por cima, deite o molho béchamel. Raspe um pouco do queijo parmesão para cima e leve ao forno cerca de 10 min. a 200º

Bom apetite!


quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Let's play the piano

Desde miúda que tenho uma adoração por este instrumento. Adoro o tipo de som que dele emana e acho que, por vezes, consegue dar magia a alguns momentos. Nunca tive oportunidade de aprender, mas ficava sempre fascinada quando alguém da minha idade fazia deslizar os dedos pelo teclado imenso, e fazer daqueles momentos, únicos.
Quando tive os meus filhos pensei em dar-lhes essa oportunidade, em homenagem ao meu gosto, e pensando que o pudessem também ter herdado. Já queria ter colocado o meu filho há mais tempo a aprender, mas não surgiu o momento certo. Até que me deu o clique do "Tem de ser agora que já está a fazer-se tarde". E depois de algumas prospeções, colocámos os 2 (o grande e a pequena) a aprender piano. Já tiveram 2 aulas, e estou radiante por ver a felicidade dos 2. Principalmente do mais velho que vem debitar tudo o que aprende com um entusiasmo que não lhe vejo muitas vezes. Hoje, já tiveram a treinar. E gostei tanto...ainda que o treino seja num órgão e não num piano (e o som não tenha mesmo nada a ver), mas a alegria e a dedicação à novidade estão a deixar-me tão feliz! E ao mesmo tempo, aproveito para aprender com eles. Coisas básicas que também não sei.
Agora é que vai ser. Let's play the piano!!!

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Este texto é assustador...e tão verdadeiro


http://portonovo.blogs.sapo.pt/578524.html

E eu, que acho que digo "Não" demasiadas vezes aos meus filhos, comparativamente com os exemplos que veem ao lado e que inevitavelmente me acham mais "má" que as mães dos outros, só penso que o melhor mesmo é continuar assim.



segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Mais um... :(

Posso estar muito enganada, mas tenho sérias dúvidas na morte natural. Esta vida de atores e atrizes cada vez me convence mais da desgraça que se abate em quem nela toca. É o mediatismo rápido, o ego subido de repente, o estrelato falso em que caem estes inocentes.
Um homem ainda tão novo e tão bonito.... e um pequenino de 5 anos que toda a vida se revoltará com a falta do seu Pai.
Paz à sua alma!


domingo, 5 de outubro de 2014

Tortilha

Até que enfim uma receita! É verdade. Já há muito tempo que não fazia nada de novo. Mas falta tempo e paciência, e acabamos por fazer as mesmas coisas vezes sem conta. Mas hoje, que ainda tinha restos do jantar de ontem e não chegava para todos, resolvi experimentar esta receita que vi fazer no canal 24kitchen, pelas mãos da Filipa Gomes. Confesso que ainda não percebi se gosto da moça com o seu visual vintage, ou se me irrita demasiado. Acho que é um misto dos dois sentimentos. O que é certo é que acaba por me cativar imensas vezes.
Ficou muito boa, e será certamente para repetir, ainda que possa ter outras variantes.


Ingredientes:

4 batatas pequenas
1 cebola pequena
4 ovos
1 linguiça
coentros q.b
sal e pimenta q.b
azeite q.b

Corte as batatas às rodelas finas e coza-as em azeite. Terá de ter cuidado com a temperatura do azeite para não fritar. Quando estiverem a meio da cozedura, junte a cebola cortada às rodelas bem finas. Deixe acabar de cozer e escorra. Atenção, reserve o azeite para reutilização.
À parte, bata os ovos, e tempere-os com sal e pimenta. Junte os coentros picados, a linguiça cortada em pedacinhos e as batatas e cebola já escorrida. Leve uma frigideira anti-aderente ao lume pincelada com azeite e verta o preparado dos ovos. Deixe cozinhar em lume brando para que os ovos vão cozinhando sem queimar. Quando começarem a ficar sólidos, vire a tortilha com a ajuda de um prato. Deixe cozinhar mais um pouco do outro lado (não muito para que o ovo fique cremoso no centro), e retire.
Sirva com uma salada verde.

Bom apetite!

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Só querer estar na pele de um filho

Hoje aconteceu uma coisa muito incomodativa. Estava num parque infantil com a minha pequenina, enquanto o irmão tinha uma aula de ténis. Sentei-me no banquinho enquanto ela andava por lá a trepar paredes de escalada, andar nas cordas, baloiço, descer do escorrega. Nisto ouço-a dar um grito. Depois outro e desata a chorar, mas aos berros sem parar. Fico aflita porque nem a estava a ver, tapada pela infraestrutura de escorregas cordas e afins, e não parava de berrar. Levantei-me de repente e vejo-a em cima de uma parte com cordas, a berrar e a mexer uma das mãos violentamente. Nunca a tinha visto chorar tão alto. Nunca! Por isso seria certamente mais grave do que uma feridita normal. Olhei depressa à procura de sangue ou de algo estranho e não via nada. Perguntava-lhe o que se tinha passado e ela só berrava. Pedi-lhe para descer dali mas ela não fazia mais nada senão chorar (a gritar). Um senhor que estava por perto, resolveu subir pelas escadas que tinha ao pé para ir buscá-la, e perguntou:
- Entalaste-te foi?
E ela, a berrar violentamente só disse:
- Não!!! Fui picada por uma abelha!!!!
Olhei-lhe para a mão e vi o ferrão (enorme). Mal me deixava ver a mão, berrava que se desunhava, e saímos dali à procura de algo (ou alguém) que nos pudesse ajudar. Ela nem queria ouvir que tínhamos de lhe tirar aquilo da mão (berrava ainda mais) e pusemos toda a gente à volta a olhar para nós. Lá arranjámos uma pinça e água oxigenada e tivémos de ser 3 adultos a agarrá-la para que segurássemos a mão com firmeza. Uma senhora lá lhe conseguiu tirar o ferrão que, embora eu nunca tivesse visto nenhum, disseram todas que era enorme. Esteve a chorar mais de meia hora. Já soluçava, gemia com dores, e eu ali, a tentar consolá-la de uma dor que preferia que fosse minha. Tadinha da minha bichinha. Só depois de chegar a casa e de por fenistil é que acalmou. Felizmente não inchou muito e agora à noite já quase não se notava a ferida. Disse que lhe doía só quando fazia força. Tadinha. Uma dor tão forte para um corpinho ainda tão pequenino. Minha linda!

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Portugal deve estar cheio de dinheiro outra vez

É a única explicação que acho, para a confusão que apanho diariamente no trânsito. Seja de manhã, à tarde, ou já perto da noite, é sempre o caos. Faça chuva ou faça Sol, haja jogo de futebol ou não haja, Lisboa está a a-ba-rro-tar de gente.
Não se aguenta tanta confusão. Mas o que é certo é que não consigo identificar grandes motivos para isso. A não ser, claro está, o facto de terem começado as aulas. Mas acho que as pessoas já se habituaram a viver com pouco, já estão fartas de viver à míngua, e vai daí, voltou tudo ao mesmo. Andam de carro, e pronto!!!

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Em dualidade comigo própria

Ando aqui a magicar o que fazer. Gostava de tirar um curso e respetiva certificação numa determinada área na qual trabalho, mas falta-me tempo. E paciência. E cabeça. E neurónios para estudar e decorar aquilo tudo. Penso em estudar todos os dias um bocadinho à noite, mas tenho chegado a casa completamente de rastos. Não tenho conseguido ter uma semana normal e ainda por cima nem fim de semana tive. Tem sido de loucos. E por um lado tenho a psicóloga (sim, tive de ir à psicóloga que as minhas ansiedades andam a tomar proporções demasiado grandes) a dizer-me que tenho de dosear o trabalho com o lazer, os afazeres com os prazeres, deixar o trabalho para trás das costas quando saio do escritório. Mas por outro, acho que estou na fase certa, estou com a oportunidade não mão e não sei se a devo agarrar.
Preciso de tempo....mas ele não estica!!!!

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Coisas bonitas....

Este Senhor escreve coisas tão bonitas quando fala da mulher... que é impossível não ficar derretida. É já realmente muito raro haver amores (declarados) assim. E como ele também tem a sorte de ter o bonito dom da escrita, melhor fica. Não deixa no entanto de me surpreender como é que uma mulher tão bonita com a sua, se foi encantar por este senhor com tantas manias e tantos tiques, que eu só de o ver a falar 5 minutos, começo logo a coçar-me com os nervos.
Mas é assim...há razões que a própria razão deconhece.
Parabéns aos pombinhos, e a notícia completa podem vê-la/lê-la aqui: