quarta-feira, 30 de julho de 2014

Dos amigos

Como hoje é dia da amizade, nada melhor que escrever um post que há muito me anda a rodopiar na cabeça. Diz respeito ao facebook (sim, muitos dos amigos do facebook são uma grande treta, mas ainda assim vamos dando conta das pessoas que conhecemos através dele). É que já me aconteceu algumas vezes (não muitas, felizmente) deixar de ter por lá amigos que já me estavam ligados. Como assim? Pois... daqueles que me apercebi, deixaram de ser amigos sem que eu fizesse nada, pelo que presumo que do outro lado tenham retirado a amizade que tinham comigo. Como eu nunca fiz isso a ninguém, não sei até que ponto o elemento "desligado" fica a saber que houve alguém que foi o "desligador". Estas coisas chateiam-me. Não sei se já aconteceu convosco, se é uma coisa que até pode acontecer sem que ninguém faça nada, e seja apenas um "bug" do facebook, mas o que é certo é que me incomoda. Principalmente porque percebi que as vezes em que me aconteceu, foi com pessoas às quais fui "EU" que pedi amizade.
Quererá isto dizer alguma coisa? Não sei, mas que me deixa macaquinhos no sótão, deixa. E triste também. Ainda que as amizades do facebook sejam, muitas delas, apenas mesmo virtuais

terça-feira, 29 de julho de 2014

Dúvidas de boa gente...

Esta manhã, enquanto esperava pacientemente pela abertura do banco às 08:30h, fui-me sentar numa esplanada perto, com um café à frente. Olhava este dia, ainda mal amanhecido com pouquíssimo barulho, um ar calmo e quente já no ar, e só pensava: Agora, saía daqui e fazia milhentas coisas sem ser ter de ir trabalhar. Pegava nos meus filhos e podia fazer uma pipa de atividades com eles, agora que estão de férias e que ainda não têm preocupações de nada. E em vez de os ir enfiar num qualquer ATL de férias ou de os depositar nos avós já pesados pela idade, ía divertir-me com as minhas crias. Estes pensamentos levam-me sempre para um: Como é que eu posso ser free-lancer e trabalhar a partir de casa ou de onde me apetecer? Como é que eu posso ser dona do meu tempo sem ter de me ir enfiar num escritório todo o santo dia? O meu filho mais velho já comentou por várias vezes o facto de achar que os adultos têm muito poucos dias de férias. Pudera! A maior parte do tempo em que estão de férias nós estamos a trabalhar. A compatibilidade com eles dá-se somente em 22 dias úteis no ano, o que o deixa deveras espantado para a sua tenra idade.
Ai, vida, vida! Era tão bom, não era? Se fosse professora talvez conseguisse bem mais tempo, se bem que nos dias que correm, já tenho as minhas dúvidas. Mas não consigo grande alternativas. E o tempo vai passando, eles vão crescendo e depois.... já é tarde e o "timming" foi-se.
É a vida!

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Sobre o "The Voice Portugal"

É sempre interessante perceber que, tirando a Marisa Liz, que apesar de ter uma barrigona a esmagar-lhe o diafragma, continua a cantar impecavelmente, os restantes mentores são ultrapassados largamente pela qualidade vocal e artística dos seus supostos aprendizes.
O Mickael Carreira prova aqui que nunca teria conseguido nada na música, não fosse o gigante ascendente seu Pai. O Anselmo canta bem, mas tem ali uns trejeitos estranhos na voz que, não fosse a veia africana ter-lhe dado o palco, a coisa teria sido bem mais complicada.
O Rui Reininho é já aquilo que se sabe. Toda a vida cantou mal, mas aquela voz caracteristicamente rouca dá-lhe um toque que até eu gosto de o ouvir desafinar. É estranho, mas a coisa entranha-se por nós adentro e gostamos (ou eu gosto) de o ouvir. Agora a cantar com uma pessoa ao lado, é a desgraça completa para ele que evidencia toda a sua incapacidade.
Enfim. E parabéns ao Rui Drumond.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

O mito das férias de Verão

Quer queiramos, quer não, as férias de verão são aquele mito....
O mito das férias pelas quais esperamos o ano inteiro, por associarmos sempre a bom tempo, boa vida, felicidade, amigos, roupa leve, praia, cheirinho a mar, descanso, sestas, protetor solar, grelhados, amêijoas, pôr-do-sol, dias longos.
É também, normalmente, o período de férias maior que temos ao logo de todo o ano, e ansiamos por ele como por água em pleno deserto. Ao chegarmos perto, os dias ainda custam mais a passar, e dos dias anteriores só temos a mente formatada para um countdown. Digo isto porque tenho observado quem gravita à minha volta e entra de férias hoje. Eufóricos, felizes, ansiosos por aquele período que mais parece uma miragem todo um ano. Pode tirar-se um fim de semana prolongado, umas mini-férias de Páscoa. Um ou 2 dias no Natal, mas as férias de verão.....são as férias de verão.
E posto isto, dizer-vos que de ver tanta gente entrar de férias, já eu também largava tudo e aviava malas e bagagens. Estou cansada. Ainda praticamente não meti os pés numa praia este ano. E isso custa-me HOR-RO-RES.
Ainda tenho de gramar mais 2 semanas de trabalho pela frente. Serão 2 semanas mais calmas - acho - porque com tanta gente de férias é natural que tenha tempo para deixar tudo arrumadinho e calmo antes de ir eu. Assim esperemos, que eu estou mortinha por chegar ao meu mito...

Tristes Conclusões

Cada vez mais acredito que não há ninguém que se aproveite neste País. Se são ricos, é porque fazem alguma. Ninguém escapa. Já por várias vezes me chamaram a atenção para o facto de ninguém enriquecer a trabalhar. Se calhar é verdade!
São só desilusões.


quinta-feira, 24 de julho de 2014

Nostalgia

Há pouco, vinha a ouvir esta música na rádio - LINDA!!!.
E pensei: "Engraçado, como esta música me faz cada vez mais sentido. É a parvalhona da PDI que nos torna nostálgicas. E os 40 vão-se aproximando cada vez mais, que o tempo passa num ápice."



PS: É claro que se me perguntassem quem é que canta esta música, eu não teria uma pista mínima sobre a resposta. Fiquei agora a saber: Alphaville. eheheheh

E como não há duas sem três....

"O avião da Air Algerie que desapareceu dos radares terá despenhado perto da capital do Niger, devido a fortes tempestades, noticia a CCTV.
A CCTV, no seu "Twitter", confirma a noticia que o avião dado como deparecido da Air Algerie, que fazia o voo AH5017, com 116 pessoas, despenhou-se no Niger.

Até ao momento não há mais nenhuns detalhes sobre o sucedido.

A transportadora aérea argelina anunciou, esta quinta-feira, que perdeu o contacto com um dos seus aviões, que fazia a ligação entre Ouagadougou e Argel, 50 minutos depois da descolagem da capital do Burkina Faso, segundo a agência argelina APS
"
in Jornal de Negócios

Bem me dizia a minha mãe, há uns anos atrás, que isto quando cai um avião, caem logo uns 2 ou 3 de seguida. 
Sem mais comentários....

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Ainda bem que este verão fico em terra

Bolas!!!!

Aterragem de emergência provoca pelo menos 51 mortos

Um avião da Transasia Airways foi obrigado a fazer uma aterragem de emergência na cidade de Magong, em Taiwan, que provocou pelo menos 51 mortos e sete sobreviventes, de acordo com informações avançadas por agências internacionais.

Este ano já fiz a minha viagem anual de avião, e não vou repetir. Estas notícias deixam-me "cagadinha" de medo de me enfiar naqueles bichos com asas. E, ao contrário do ano passado, estas minhas férias de verão vão ser só de carro, com as rodinhas no chão. Kredo!

terça-feira, 22 de julho de 2014

O BES

Não sei o que se passa no BES. Sou uma verdadeira ignorante no que ao mercado financeiro diz respeito, e preocupa-me toda esta celeuma, toda esta conversa farta à volta de um Banco que, é só, um dos grandes líderes na economia Portuguesa. Liderado por uma família que, há décadas, controla, em conjunto com mais umas 4 ou 5 famílias, todo um Portugal que gira em torno das suas movimentações. Por isso, e pelo pouco que percebo e me dão a perceber, acho isto tudo uma grandecíssima pouca vergonha, de uns meninos birrentos que agora depois de velhos, resolveram perder toda a compostura, e atasanar todo um País numa situação já por si, delicada o suficiente.
Parvalhões dos meninos, e "Porra" para vocês todos, que eu tenho lá dinheiro, ações, e também vivo num País que não é o vosso (porque o vosso é a estratosfera faz de conta somente de alguns - muito poucos - priveligiados), e que resolveram estragar mais ainda, só porque sim!

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Há sonhos tão estúpidos, tão estúpidos....

Há sonhos que, de tão estúpidos que são, incomodam mesmo depois de acabar. Foi o caso da noite passada, que tive um daqueles mesmo estranhos, que achamos não virem de ladinho nenhum. Então, sonhei que uma colega minha (por sinal, por quem tenho bastante apreço) fartava-se de trair o marido sempre que saía para fora em trabalho e tinha de dormir fora de casa. Então sonhei que tinha saído com ela, e que a apanhava todos os dias com um homem diferente. Um desses homens (vejam só) era o Pedro Teixeira, o ex-marido da Cláudia Vieira (Nem o acho nadinha de especial para me aparecer num sonho). Depois, quando a confrontei com o assunto, ela disse-me calmamente que acontecia, e que nem fazia nada de especial para isso, mas eles vinham ter com ela e não conseguia resistir-lhes. E quando lhe mostrei a minha admiração por achar que ela era muito certinha, disse-me ainda: - Sabes, todas as pessoas têm um lado menos visível. E o meu lado é esse.
Acordei mesmo incomodada com o sonho. E hoje, quando a vi logo de manhã ao longe e lhe acenei um "Olá" de bom dia, lá me veío à memória o sonho que tive, e o despropósito que foi face à minha querida colega. Nem me atrevo a contar-lhe. Que horror......

Não havia necessidade

De, numa altura em que meio mundo entra de férias, estar tudo num alvoroço de trabalho que só visto. Quer-se fazer uma coisa e... não dá, porque fulano está de férias. A seguir gritam connosco sobre outra coisa, vamos tentar fazer e.... não dá porque sicrano está de férias. Arranja-se plano de contingência para outra coisa para cobrir a primeira e....não dá, porque beltrano está de férias ou vai entrar já a seguir.
Caramba. Com tanto mês no ano, era preciso estar-se tão em pânico em finais de Julho e Agosto?

Dia bom

Está uma temperatura perfeita (para mim). Não há vento nenhum, nem a dar-me cabo do penteado, nem a avariar-me a garganta. Há muito menos gente na estrada e no trânsito em geral. Há menos barulho. Há menos pessoas no trabalho, que aterrámos já bem firmes na 2ª quinzena de Julho. Ainda me faltam 3 semanas para ir de férias, mas assim vai custar menos.
Boa semana para vocês.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Cromo da bola

O meu filho descobriu a maluqueira da bola...do futebol. Até há bem pouco tempo ligava pouco. Como o Pai não liga muito, não o puxava para futeboladas ou para gostos desta natureza. Na escola, sempre que jogava com os colegas, a coisa não corria bem. Face à sua pouca senioridade no assunto em relação aos seus demais amiguinhos, acabava sempre na baliza ou sem tocar sequer na bola, durante todo um jogo. Houve uma altura que achei que se sentia um pouco frustrado neste campo, mas eu brincava com ele, até lhe cheguei a perguntar se queria ir para o futebol como um desporto, mas acho que acabou por habituar-se que não era a sua praia e pronto. Mas o mundial veio, e o miúdo mudou radicalmente. Descobriu-se-lhe ali uma veia futebolística, e desde então que não pára. Acorda de manhã e treina toques na bola. Chega a casa e treina mais uns toques. Chama a irmã para jogar e vai treinando as fintas com ela (adversário fácil). Hoje, eram 7:30h da manhã e ouvi o que me parecia alguém a martelar alguma coisa. Pensei: Mas que raio de vizinho é que anda em obras a estas horas? Não era vizinho nenhum. Era o meu filho no quarto a treinar com a sua bola a bater no chão (e em todo o lado) de uma ponta à outra. Tive de o repreender com firmeza não fosse algum vizinho mal humorado bater-me à porta com uma frigideira pronta a acertar-me nas frontes.
E agora é isto: bola para a frente, bola para trás, quer ver jogos de futebol na televisão, arrasta a irmã para uma partida a dois, e já chegou até ao ponto de tentar ver um jogo de futebol que já tinha decorrido e que queria ver a partir das gravações da ZON. Por um lado acho que isto até lhe faz bem ao ego. Por outro, tenho de gramar com uma coisa que detesto. Vamos ver se esta febre veio para durar ou se desaparece tão depressa como começou.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Outro?

Porra!!! que não pode haver aqui palavra bonita!
Malasya Airlines: Podes arrumar as botas, que é melhor não insistir.

Avião da Malaysia Airlines despenha-se na Ucrânia com 295 pessoas a bordo

Um Boeing 777 da Malaysia Airlines despenhou-se na Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, avança a agência russa Interfax citando «fonte ligada à aviação». A bordo seguiam 280 passageiros e 15 tripulantes.

A aeronave voava de Amesterdão para Kuala Lumpur, capital da Malásia, quando, a cerca de 80 quilómetros de entrar no espaço aéreo russo, começou a perder altitude, sendo mais tarde encontrada em chamas no solo na Ucrânia.
Segundo o perito militar Dmitry Tymchuk, o avião despenhou-se a norte de Torez, na região de Donetsk, uma área controlada por separatistas pró-russos.