segunda-feira, 29 de junho de 2015

Da Grécia

Quando ouvi a notícia de que os bancos íam fechar a partir de hoje durante uma semana, até estremeci. Pensei na minha carteira que estava, naquele momento, sem um tostão. Tenho a mania de nunca ter dinheiro, pago tudo com cartão e às vezes fico mesmo pendurada.
O que se está a passar na Grécia é terrível, se fosse comigo estava num pânico incontrolável. Por outro lado, acho muito simpático da parte do Tsipras querer fazer um referendo para não estar a ir contra as promessas eleitorais. Não é comum haver tanto respeito pelo povo e pelas promessas que fez antes de ser eleito. Haja esperança ainda nestas pessoas. Mas espero, sinceramente, que a Grécia não saia do euro. Acho que vai ser muito mau para todos nós.

domingo, 28 de junho de 2015

E finalmente, fomos a banhos!!!

Com dias tão quentes e tão bonitos, já me estava a passar por não ir à praia. Os banhos de hoje não foram propriamente no mar, mas fomos fazer um piquenique na Lagoa de Albufeira. Quando lá cheguei, fiquei bastante assustada com a "fauna" presente, daquela que acha que toda a gente, mesmo TODA, tem de ouvir a música que emana do seu rádio do carro, muito lixo espalhado por todo o lado (incrível como as pessoas são tão descuidadas), mas lá arranjámos uma sombra pacata, perto da água, e fizemos um dois em um. Piquenique no campo, e  banhos num mar sem ondas. ao longo do dia a "fauna" ruidosa foi desaparecendo e a calma imperou por aqueles lados. Um dia muito bem passado. Um domingo que soube a férias, ainda que elas ainda estejam a algumas semanas de distância. 


quinta-feira, 25 de junho de 2015

E constatações evidentes de que os nossos filhos também estão grandes

Fui à festa de final de ano do meu filho. Acabou o 4º ano este pingente, esta coisinha que ainda ontem me saiu das entranhas. Mas o tempo voa e, quando damos por ele, já foi.
A festa também permite obviamente reviver pais e coleguinhas que não vemos todos os dias, dar-lhes uma palavrinha e partilhar as experiências dos nossos tesouros. E uma coisa que reparei em algumas colegas (meninas) do meu filho, é o facto de já muitas delas terem o botãozinho mamário a saltar blusa fora. Tadinhas...tão cedo. Uma coisa que as mães de rapazes têm mais sorte, é poderem ver os seus meninos serem crianças durante mais tempo. As meninas têm 9/10 anos e já têm o seu corpinho a preparar-se para serem mulheres.
Como também tenho uma pituxa cá em casa, mais uns 3 aninhos e devo estar na mesma. 3 aninhos... Só?!?!?!?
Ai meu Deus!

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Constatações evidentes de que já não caminho para nova

Ontem dei um grande trambolhão. Daqueles que, se tivesse sido filmado e exposto no youtube, teria centenas de visualizações de gente a rir à gargalhada às minhas custas.
Foi no meu local de trabalho, num dos corredores. Um dos pés fugiu-me porque o piso estava bastante escorregadio (já umas horas antes tinha escorregado, mas consegui equilibrar-me a tempo), e catrapum!!! Anca direita, joelho direito e mão direita direitinhos ao chão. Ainda disse: "Au!!!", umas quantas asneiras baixinhas e levantei-me. Como era perto da hora de almoço, o corredor estava vazio e ninguém viu nada - do mal o menos. Mas tudo bem, andou-me a doer o joelho um bocadinho durante uns minutos, mas tudo passou.
Mas hoje, senhores.... hoje é que são elas. Dói-me a perna toda. Anca, por trás do joelho, moínhas na coxa, e como ontem ainda fui fazer os meus exercícios semanais de yoga também deve ter ajudado a que eu hoje esteja tão moída. Cada vez que me levanto pareço uma aleijada. Franzo o sobrolho, digo "ai" entre dentes e custa-me. Tenho uma nódoa negra na anca e só me apetece mesmo é ir descansar para a caminha.
É assim minha menina. Já não tens 20 anos. Ou melhor, até tens mas... são quase 20 em cada perna! Glup....


terça-feira, 23 de junho de 2015

Tirem-me este homem da sala!

O que é que fazemos quando temos um colega na sala, que já não conseguimos suportar pela irrequietude que traz com ele? É que enquanto escreve no teclado não pára de dar às pernas para cima e para baixo, numa barulheira extremamente incomodativa. Fala enquanto lê emails (deve ser para ver se os entende bem), e não pára quieto um segundo. A sério... eu preciso de sossego para me concentrar. Vou arranjar uma arma de arremesso, ou arranjar maneira de o enviar janela fora, qual catapulta em alta precisão.
Que seca de pessoas. Não conseguem estar quietas e sossegadas para não incomodar os outros!

domingo, 21 de junho de 2015

O papa livros

Estão a ver estes 3 livros de grossura ainda considerável? Comprámo-los ao meu filho, na feira do livro, há 2 fins de semana atrás. E na passada 6.a feira, 13 dias depois de os comprarmos, estavam todos lidos. Um puto de 9 anos devorou isto tudo num abrir e fechar de olhos. Assim não há nem orçamento nem espaço que resista. Voltou a ficar sem livros para ler...,


quinta-feira, 18 de junho de 2015

Aqui está o nosso destino

Vi esta foto no facebook e não resisti a partilhar


Isto está bonito, está!!!
Medo. Muito Medo! Ouvia hoje na rádio que os gregos levantaram nos últimos dias, não sei quantos mil milhões de euros dos bancos.



Méritos

Há umas semanas atrás, convidaram-me para fazer uma apresentação numa conferência da minha área de trabalho. Com os fanicos de ansiedade que me têm dado, pensei: "Bolas, não haveria altura pior para me proporem uma coisa destas"? Mas o "Não" estava completamente fora de questão até porque quando falasse com as minhas chefias, de certeza que íam adorar a ideia e eu não estava com vontade de lhes contar que de vez em quando tinha uns fanicos e que não podia ser.
Fiquei um pouco aterrorizada, ainda fui de comprimido no bucho para prevenir a coisa, e no final correu tudo muito bem. Posso dizer até que, enquanto estava "no palco", senti-me melhor que nunca (tenho uma veia artística qualquer que me faz sentir bem a falar com o público).
Hoje, saíu uma notícia interna na empresa, a notificar que tínhamos sido convidados, blá, blá, blá, e algumas fotos do evento.
E confesso que fiquei sensibilizada com alguns mails que recebi, de verdadeiro apreço e simpatia de alguns colegas. Há pessoal mesmo fixe, e que se sentem felizes com os desempenhos positivos e sucessos dos outros. E a cada mail que recebi, era ver-me logo de olhos meio húmidos, sensibilizada com o carinho de todos. É bom saber que existe sempre um leque de gente boa, num rebanho que às vezes parece tão escuro. E oh se a escuridão já me tem deixado completamente KO.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Estou assim

Completamente debaixo de água, e a tentar procurar subir à tona para sorver um pouco de oxigénio.
Não tenho tempo para mais nada, nem para vir aqui, nem para visitar outros blogues, para nada. Trabalho, trabalho, trabalho. E ainda se valesse a pena para sentirmos que contribuímos para algo de construtivo....


segunda-feira, 15 de junho de 2015

O melhor do mundo são mesmo as crianças

A sinceridade das crianças vale ouro. Minha rica filha. 


A gargalhada que eu dei no segundo texto...

E depois para contrastar com o post anterior...

Há destes....


Que deve ser mesmo do piorzinho que por aí anda.
Ao ponto de não querer sair da cadeia só para fazer a birra maior, e ter a certeza de que tem uma indemnização bem grande caso não se consiga provar nada. Prefere ficar detido, e com os contribuintes a pagar-lhe as despesas todas, a ter de ir para casa e ficar sozinho tendo de desembolsar da sua carteira para comer e viver.
Tão má rês, que até me mete nojo ter aqui a sua fotografia no meu blog.
E não, não tenho medo nenhum que não se consiga provar nada. A demasiada porcaria que já veio ao de cima, com o facto de ir somando 2+2, é mais do suficiente para ter vontade de lhe cuspir na cara.
Blhac....

domingo, 14 de junho de 2015

Ainda há Boas Pessoas!

Ainda há boas pessoas. Acredito que as há porque também eu tropeço nelas de vez em quando. E algumas delas estão na TV e vêmo-las constantemente. É o caso, por exemplo, da Catarina Furtado. Nunca fui sua grande fã (penso que até já o tinha dito por aqui), e continuo a não gostar do seu modus operandi na TV porque a acho demasiado dengosa, demasiado simpática, demasiado "oferecida" em certas alturas. Mas ontem vi a entrevista que deu ao Alta Definição e, se eu já tinha praticamente a certeza de que ela seria uma excelente pessoa, ainda que não fosse muito "à bola" com a sua forma profissional, qualquer dúvida que tivesse se tinha desvanecido. A Catarina é muito boa pessoa, de certeza absoluta. Nunca a conheci, nunca privei com ela, mas acredito piamente que seja como parece. Outra figura da nossa praça que também nunca conheci, e que quase meto as mãos no fogo por ela, é a Rita Ferro Rodrigues. Também aposto, por tudo o que já ouvi dela, que será uma excelente pessoa. Capaz de ajudar tudo e todos em caso de necessidade. E ao ouvir estas pessoas, sempre atrás de fazer bem a alguém, percebe-se a alegria que trazem na alma. Porque ajudar os outros, ter grandes valores, e ser um cidadão exemplar, faz-nos muito bem. O ser humano precisa de dar para também receber, sendo que a gratificação do "dar", vale muito mais que a do receber. E penso que é por isso que são felizes, que emanam felicidade, apoio e carinho a tudo e todos por onde passam.
3 vivas para estas senhoras que são um exemplo para a nossa sociedade.




sexta-feira, 12 de junho de 2015

Hoje sou este, puerra!!!

Não parei 1 segundo desde que me levantei. Foi uma correria louca o dia todo, o meu almoço foi uma sandocha em frente ao teclado, enquanto respondia a emails, sms e telefonemas. Passei a tarde entre reuniões e powerpoints numa correria louca para não deixar pontas soltas para a próxima semana. E para agravar vou ter de trabalhar no fim de semana para não deixar ninguém pendurado. A cereja no topo do bolo é ter agora os meus 2 filhos aleijados porque foram tomar a 2ª dose da vacina da meningite e não mexem um dos braços. Já choraram baba e ranho para despir a roupa, dói-lhes a cabeça, o braço e estão muito molengões. Oh senhores!!!

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Babanço

Mais uma audição de piano dos meus pequeninos. Mais uma sessão de babanço dos pais, e de mim em particular, sempre com os olhos húmidos enquanto os vejo ali, tão direitinhos em frente ao piano, já com aqueles trejeitos de artista a levantar as mãozitas. Lindos!!!

Há dias que nos renovam a esperança

E hoje é um desses dias. Ainda que possam ser coisas pequeninas, só que seja uma luzinha ao fundo do túnel (e que não seja a luz do comboio), é uma lufada de motivação e de alegria para fazer mais e melhor.
Que bom :)