terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Ando a lutar contra um bicho há mais de uma semana

Há mais de uma semana que um qualquer vírus entrou lá em casa através do corpo do meu filho. Pô-lo com uma gripalhada do pior, que o fez faltar à escola durante 1 semana. Nunca o meu pituxo tinha faltado tanto tempo à escola desde que anda na escola primária, pois até é um miúdo rijo. Mas ao que parece o "bicho" que anda por aí é mau e resistente, e põe a malta na cama por 1 semana. Eu comecei entretanto a sentir umas dorzinhas de garganta, uma ligeira impressão no nariz a dar indicação de que a constipação está aí à porta, e ataco. Bebo chá de limão com mel para a garganta, bebo chá de equinácea, como bagas de goji, tudo o que tenho à mão que me possa reforçar o sistema imunitário. Mas a coisa não anda fácil. Embora ainda não esteja constipada e ande a conseguir resistir, mal apanho um friozinho ou me sinta menos protegida por roupa e lá voltam os sintomas, mais chás, mais cuidados e fico bem. Passam mais umas horas e tenho de ir para a rua buscar filhos, almoçar ou o que quer que seja e... volto a sentir os sintomas. Mais chás, mais mezinhas e fico bem. Mas já estou assim há mais de uma semana. Estou farta de chás, tenho o estômago já meio embrulhado à conta de tanto limão que entra pela garganta para o estômago, e não vejo o bicho a morrer. Acho que estou quase a desistir. Depois tomo um griponal e é esperar que passe... Bolas!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Grécia

Tenho uma panca enorme em ir à Grécia. É um daqueles destinos de sonho para mim. Mas para a visitar, gostava de apanhar logo umas quantas ilhas para valer a pena, e os preços (para 4 pessoas) acabam por ser bastante proibitivos.
Mas por que falo eu agora disso?
Por causa das eleições de ontem. E de ver que um povo chega ao ponto de já não aguentar a forma como anda o seu país, e de querer, a todo o custo, uma grande mudança. Ainda que essa mudança possa ser para muito pior, o que sabem é que querem que mude radicalmente. O que irá acontecer agora? Uma extrema esquerda a ganhar num país europeu... hummmm!!!! Acho que temos a mesma probabilidade de correr bem como mal, ou ficar tudo na mesma. A ver vamos! Boa sorte Tsipras. E juízo!!!!


sábado, 24 de janeiro de 2015

E conseguimos!!!

Conseguimos manter a cachopa saudável para irmos à Violetta. 


Acho que ainda ficou um bocadinho decepcionada porque achava que ía ver a Violetta mesmo de pertinho, mas veio feliz. Já sabe o que é um concerto e eu até achei o espetáculo bonito ... À parte de algumas desafinações dos meninos bonitos, não achei que tivesse sido dinheiro deitado à rua. :)

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Ahahahahaah

Esta arrancou-me uma gargalhada. Eu, que ando a ler muita coisa sobre os enormes benefícios do yoga e meditação, deparo-me com esta imagem:


Mas não me convence. eu e o vinho não somos, decididamente, grande amigos!

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Da gripe destes dias

Anda muita gente doente. Miúdos e graúdos. Hoje, ao falar com a mãe de uma colega do meu filho que, a propósito, continua com febre, dizia-me ela que hoje, numa turma de 30 alunos, só lá estavam 15. No meu local de trabalho também tudo tosse, espirra, assoa, e alguns faltam mesmo à conta da gripalhada que apanharam. Não sei que vírus é este que para aqui anda, mas lá que é forte, é.
Fazendo o relatório da minha miúda, essa parece continuar mais ou menos bem. Hoje já praticamente não está rouca, ainda não a ouvi tossir, e não está ranhosa. Faltam 2 dias para o concerto! A ver vamos, que os vírus continuam a sair forte e feio da boca do irmão!

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Coisas que não dão mesmo jeito nenhum

Tenho o meu filho doente. Começou no Sábado com febre, dor de cabeça, dor de garganta e um pouco de tosse. Ontem fomos à pediatra porque a febre já ía no 3º dia, e viu-se uma garganta demasiado inflamada para que a coisa se cure por si só, depressa. Viemos para casa com medicação e ordem para continuar em casa mais uns dias. Ela ainda estava boa. Estava, porque ontem quando chegou a casa vinha super rouca. Apanhou muito frio na garganta, anda por aí tudo doente, e os vírus que nos circundam são mais que muitos. Já lhe tinha dito há algum tempo que não podia adoecer nesta semana por causa do concerto da Violetta na próxima 6ª feira. Dei-lhe chás, bagas de goji, hoje agasalhei-a I-MEN-SO e levou ordens para ter MUITO cuidado com o frio e estar sempre de gorro e cachecol. Mas mesmo assim chegou pior a casa. Continua rouca, mas agora tosse um pouco e já tem o nariz ranhoso. Mais chás, mais bagas de goji, e o irmão a propagar vírus que hoje ainda teve febre. Acho mesmo que os meus 100€ vão parar ao caixote do lixo. Porque por este andar, lá para 5ª ou 6ª feira a miúda não se vai aguentar e vai ela ficar com febre, ainda para mais com o frio verdadeiramente horroroso que está. Depois de eu ter resistido, depois de ter fraquejada passado muito tempo e ter comprado os bilhetes, a miúda vai, com muita probabilidade, estar doente nesse dia. Vou pedir aos santinhos todos para que se aguente. Mas já estou com um mau prognóstico. Até a mim já me dói a garganta. Não dava para ter tudo acontecido uma semana antes ou depois, não? Que azar bolas! Mas sejamos positivos, e tenhamos esperança. Também não será nada de mais...há coisas bem piores.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Ronaldo e Irina

Esta história de Amor tinha tanto de perfeito como de artificial. Parecia tudo tão geométrico, acabamentos tão perfeitos, tudo tão limpinho, que sempre pareceu namoro arranjado para revista ver. Sempre que estavam juntos pareciam contratualizados, e agora vocês devem estar a pensar: agora que o namoro acabou, lá está esta a fazer novelas de que sempre achou que isso ia acontecer.... Mas não! Até já tinha ouvido em tempos rumores de que era tudo fachada, e que o Ronaldo tinha outras opções amorosas. Por isso esta desconfiança não é só da minha cabecinha. Já alguma vez os tinham visto em momentos ardentes ou de ternura que denunciassem uma grande paixão? Eu não! Ficavam era sempre bem na fotografia. E agora que a Irina (ou o Ronaldo) devem querer ter outras aventuras oficiais, resolveram acabar com a palhaçada. Mas pronto. É só a minha (muito) humilde opinião :)


Isto era escusado, não era?



Mesmo a ser verdade que o senhor se enrabichou por uma enfermeira, o que é um romance deste senhor aos 90 anos? Um olhar enternecido? Uma vontade incontrolável de apalpar o rabo à enfermeira? Umas conversas mais carinhosas?
Por favor!!
A única coisa que me vem logo à cabeça nesta história, é pensar na Drª Maria Barroso, que é uma SENHORA, e tem de levar com isto na idade em que está. Realmente uma pessoa nunca está livre de nada. Nem mesmo aos 90 anos.

sábado, 17 de janeiro de 2015

Filetes de Peixe Galo Com Açorda

Adoro este peixe. Mas é caro para caramba, e normalmente muito grande quando o vejo à venda, por isso não corro grandes riscos. Mas hoje, havia um com tamanho perfeito na bancada do peixe do supermercado. E eu não lhe resisti. Dá uma trabalheira tirar os filetes ao bicho, porque aquilo é picos por todo o lado, e a pele sai com muita dificuldade. Depois desta trabalheira, os filetes, curiosamente até saem bem, porque já são despegados na parte do lombo. Mas à parte destas dificuldades, o resultado valeu bem a pena.


Ingredentes (Para 2 pessoas):

1 peixe galo com cerca de 800g a 1kg
sal q.b
raspa e sumo de 1/2 limão
alho moído q.b
pão para açorda
azeite q.b
2 dentes de alho
1 cenoura
1 folha de louro
pimenta q.b
1 ramo pequeno de salsa
coentros q.b

Comece então por preparar o peixe de forma a retirar-lhe os filetes. Cuidado para não se picar nos imensos picos do bicho (eu ainda levei uma ou outra ferrada, mas nada de grave...), e reserve-os.
tempere os filetes com um pouco de sal, alho moído, raspa e sumo de meio limão.
À parte, faça um caldo de peixe com os restos do peixe (espinha, cabeça e peles), juntando a cenoura cortada aos bocados, a pimenta moída, sal, louro e salsa. Deixe cozer cerca de 6 minutos e retire do lume.
Corte o pão aos cubos e cubra-os com um fio de azeite. Junte um pouco do caldo para ir amolecendo o pão. Num tacho largo deite os alhos muito bem picadinhos e uma porção de azeite que cubra o fundo. Deixe refogar um pouco e junte o pão. Mexa, e esmague-o com um esmagador de legumes. Vá deitando caldo e mexendo de forma a que a açorda fique bem molhada. Junte os coentros picados e envolva tudo.
Entretanto passe os filetes por farinha e ovo batido e leve-os a fritar em óleo bem quente.
Caso sobre um pouco de ovo batido (a mim sobrou-me) junte-o à açorda já fora do lume, e sirva de imediato com os filetes.

Bom apetite!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Começar o dia assim

Só pode ser um bom prognóstico :)


O céu está um bocado cinzento e não se vê muito bem, mas era enorme!!!!

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Eles não param de crescer

E o que me custa ver que é um facto comprovado, e que nada posso fazer para parar o tempo?
Minha bebezinha!



Esta noite a fada dos dentes vem visitá-la. Sim, porque diz toda senhora do seu nariz que o Pai Natal não existe. Agora quanto à fada dos dentes, não há a mais pequena dúvida sobre a sua existência!

No Comments

Depois de ter visto ontem este post da Cócó que me deixou com um ataque de riso durante um bom par de horas, não posso deixar de partilhar aqui outro do mesmo género.
Só prova que há um desespero generalizado do ser humano quando entra num WC mais ou menos público. Caramba, pá! Custa muito deixá-lo limpo como quando o encontrou? Se todos forem seguidores desta simples medida, não seríamos todos mais felizes? E menos enojados, já agora ?!


terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Actor João Ricardo


É a 3ª novela consecutiva da SIC em que faz papel de "palhaço". Não digo palhaço no mau sentido, mas aquele papel de personagem engraçada, caricata, cómica, sui generis, ou sei lá mais como defini-lo. O que sei é que me farto de rir com ele, e que é um brilhante actor nestas andanças. 
Muito bem, João Ricardo. E no meio das confusões dos enredos das novelas, o que seria de mim sem uma personagem destas para quebrar o tédio de ter sempre o mesmo tipo de histórias.... 

Tão farta de algum do "ser" Português

A capacidade que o português tem para nunca ter de responder "Sim" ou "Não" a uma simples pergunta, deixa-me doida. Ando aqui a ler umas respostas a umas perguntas que fiz para uma série de organizações, em que a pergunta é do mais direto possível, e cuja resposta que pretendo é Sim ou Não! Sabem o que fazem? Para responder à pergunta por escrito, retiram a componente da pergunta que envolve esse Sim ou Não, e respondem outra coisa à volta do assunto que eles acham que vai interessar.
O que eu acho inacreditável, é alguém ainda pensar que engana ou ludibria o outro só por fazer isso. Responder Não, não é sinal de fraqueza, meus senhores. É sinal de honestidade!!!!!!
Será assim tão difícil para um português ser direto e poupar trabalho a quem tem de fazer a análise?
Puerra!!!!
É que basta lidar ao lado com um Espanhol, um Alemão, um Inglês, para ser logo completamente diferente. Tão fartinha que estou. A minha vontade é responder de volta que não precisavem ter escrito tanto só para dizer Não, bolas!!!!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Novo desporto cá de casa

Ele tem de se manter equilibrado em cima deste skate, que só tem 2 rodas em baixo. E como ainda está a aprender e não se equilibra sozinho, precisa de um braço de apoio ( o meu) para se ir aguentando, treinando, melhorando. Só ontem andei mais de 4 km só para o amparar. No outro dia ainda de férias, não tinha uma aplicação para me calcular os passos e a distância, mas as 2h que passei com ele, serviram seguramente para fazer mais do que isso. E estamos assim. Uns fazem o desporto que gostam, os outros fazem desporto à força para dar apoio. E assim somos todos uns para os outros :)