quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Os Putos

Em homenagem ao Grande Carlos do Carmo que ganhou o Gremmy Latino com todo o mérito, deixo aqui uma canção que me acompanhou tanto tempo, fazendo-me tão feliz.
"Os Putos" é uma das canções que mais gosto dele, e era o nome de um programa de rádio no qual eu participava todo o santo sábado, quando tinha os meus 12, 13 anos. Que memórias tão boas me traz.
Parabéns Carlos do Carmo

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Água, água, água

Ontem preparei-me psicologicamente para um final de dia de muita chuva. Anunciaram tempestade a partir da tarde e toda a noite, e fiquei alerta. Começou a chover sim, ao final da tarde. Fui mais uma vez (já vem sendo hábito), buscar os meus filhos debaixo de água, e lá vim para casa. De noite não ouvi nada, acho que parou. Levantei-me às 3 da manhã porque a minha filha choramingava com o pipi a arder (é a minha pipi das meias altas, que tem sempre alguma coisa a queixar-se naquela zona), peguei nela e fui lavá-la à casa de banho a essa hora (que bom). Nada de chuva. Não ouvi nadinha. Deitei-me mais uma vez ferrada e acordei de manhã sem ouvir chuva nenhuma outra vez. Pensei: Afinal, a tempestade foi exagero. Assim que saí de casa às 8 da manhã, a chuva começou a cair nos vidros do carro. E não mais parou. De manhã, à hora de almoço, à tarde, e lá fui outra vez buscar os miúdos debaixo de água. Levar-lhes chapéus para poderem sair da escola, virem com as mochilas completamente à chuva, abre uma porta do carro, enfia um todo molhado lá para dentro, e fecha a porta. Abre a porta do outro lado, enfia outro lá para dentro e fecha. Abre porta bagagens para lá colocar as mochilas encharcadas e os 2 chapéus dos miúdos completamente ensopados, e que tive de fechar com o meu outro chapéu aberto noutra mão. Abro novamente uma das portas para colocar o cinto à miúda que ainda não o consegue colocar sozinha. Abro a porta do meu lado e entro encharcada lá para dentro ainda com o chapéu de fora. Fecho o chapéu mas já a levar com chuva que começa a entrar dentro do carro por ter a porta aberta. E fecho, finalmente, a última porta - a minha!
Dispo o casaco molhado, ponho o chapéu no chão e posso, finalmente, dar à chave e sentir-me feliz por ter garagem e não ter mais de me molhar toda. Ainda tenho de passar por algumas "piscinas" até chegar a casa, mas felizmente nenhuma encheu o suficiente para me por o carro a nadar.
Chiça, que isto não é fácil! E tem sido todos os dias - os últimos - a percorrer este ritual. Dizem que amanhã chove novamente. E eu que insisto em não comprar umas galochas, porque acho que quando as comprar, a chuva vai cessar por completo. Isto já é água a mais!!!

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Como é que vamos aguentar?

Ficar sem a nossa droga doce nas quantidades de consumo essenciais para a nossa sobrevivência?

Pelo sim pelo não, hoje ao almoço comi uma mousse de chocolate...hum!!!





segunda-feira, 17 de novembro de 2014

À 3ª só cai quem é parvo

Ando a tentar marcar um encontro com uma senhora que desconheço, pois esta encontra-se interessada num artigo do qual já não preciso. Marcámos o primeiro encontro no sábado passado. Combinámos no dia anterior, e sábado lá fui eu para o local e hora escolhida à sua espera. Esperei, esperei, e passados 20 minutos achei que já era esperar demais. Como tinha sido tudo combinado por email e eu não tinha o seu contacto, vim-me embora sem saber o que se teria passado. Cheguei a casa, enviei-lhe um email, ao que me respondeu quase logo de seguida, que se tinha esquecido, que horror, mas tem a filha doente e passou-lhe e rebeubéu, e imensas desculpas e tal, e tal. Conclusão: Acedi a marcar novo encontro para hoje, no mesmo local. Mas já com os telefones trocados não fosse haver algum imprevisto. 45 minutos antes do encontro, mando-lhe uma mensagem a perguntar se está tudo ok para nos encontrarmos à hora combinada, e recebo logo a resposta, que sim, e um até já. Vou novamente para o local e, assim que chego, envio mensagem a dizer que já cheguei. Esperei, esperei, e nem mensagem nem pessoa. 45 minutos depois volto então a receber uma mensagem a dizer que lhe passou novamente e que horror, que nunca fez aquilo a ninguém, e que já não tinha desculpa e tal e tal. Já nem lhe respondi. Não suporto pessoas que não têm o mínimo respeito pelos outros e pelo tempo que perdem à sua espera. Se se esquece muito, ponha um lembrete (é para isso que eles servem). Se vir que vai chegar atrasada, ligue à pessoa em espera (é o mínimo que os outros esperam).
À 1ª qualquer um pode cair, à 2ª só cai quem quer (e eu pelos vistos, quis). À 3ª só mesmo quem é parvo. Por isso, bye, bye.

2ªs feiras

Dias difíceis por natureza. Custam a toda a gente. E mais se tornam custosos quando temos um dia cinzento como o de hoje, sem saber muito bem se ainda vai melhorar ou se ainda vai chover a canivetes até o sol se por.
Precisa-se ânimo, energia, motivação, auto-estima. Não sei se vocês precisam de todas estas condições, mas eu estou carente de todas elas. Nunca mais arranjo o meu emprego de dondoca que me permita ter a minha fonte de rendimento, e ainda me permitir ter a liberdade de não ter de me deslocar ao mesmo local de escritório todo o santo dia.
Isto hoje está mau, eu sei. Desculpem qualquer coisinha. Mas uma nuvem cinzenta parou em cima de mim, e teima em não querer sair.
Boa semana para todos

domingo, 16 de novembro de 2014

Brunch Choupana Café

E fomos provar mais um brunch da cidade de Lisboa. Desta feita foi no Choupana Café, da Av. da República. Foi muito bom. Desde o espaço à comida, ao aspeto de tudo o que está à venda que apetece trazer um bocadinho de cada coisa para casa.... uma maravilha. Vale a pena experimentar. Por 14,5€ fiquei com uma barrigada que nem ao jantar tinha fome. Muito bom.
Mereço 2 bofetadas por me ter esquecido de tirar uma foto à comida. Fica só uma foto do espaço, que tirei da Net.


Já agora...quando me vinha embora ainda me cruzei com o ator Albano Jerónimo à entrada.... nada dececionante face ao que se mostra na TV. Nada mesmo.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

E serviços de carpintaria...conhecem?

Carpinteiros é profissão que quase não existe. Eu não conheço nenhum e, a partir da plataforma Zaask ainda consegui chegar a um senhor que já me deu um orçamento.
Mas queria mais, porque não sei até que ponto me pedem o que querem porque já não existem destas pessoas. Há por aí alguém que conheça quem faça trabalhos de carpintaria bons e a um preço justo? Zona de Lisboa e arredores?
Agradecida!!!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Eu e os meus vislumbres de parecenças

Sempre fui uma mocinha muito dada a achar parecenças entre pessoas. É mais forte do que eu, acontece por acaso. Olho para alguém durante um tempinho e a minha cabeça começa a dizer-me que a cara me faz lembrar alguém. Depois penso, penso, penso, e lá chego a alguma conclusão. Hoje aconteceu-me o mesmo. Estava a ver uma apresentação que uns senhores foram fazer ao local onde trabalho, e a pessoa que estava a apresentar fazia lembrar-me alguém. Lá pensei, pensei, pensei.... e Eureka! Descobri! O personagem que aquela pessoa me fazia lembrar era nem mais nem menos do que o..... Voldemort... da saga Harry Potter.


Não é que a pessoa fosse assim tão feia...que não era. Até tinha um ar arranjadinho e lavadinho, mas era careca e tinha o nariz assim para baixo, a fazer lembrar este horror aqui de cima.
Quando, depois de acabar a apresentação, falei deste meu achado às minhas colegas, nem imaginam o fartote de rir que foi. Elas só disseram: Mas ele até tinha um ar querido... pois tinha! Mas o nariz levou-me em imaginação ao Lord Voldemort....ou se preferirem, àquele cujo nome não pode ser pronunciado. Ehehehe



World Kindness Day

Hoje, é o dia mundial da bondade. Acho que não deveria haver apenas 1 dia para isto. Quem sabe 1 mês. quem sabe o ano todo? Seríamos todos tão mais felizes se fossemos mais bondosos uns para os outros. Vinha de manhã a ouvir a rádio comercial onde algumas pessoas davam exemplos de determinadas atitudes de bondade que tinham recebido..... fiquei tão sensibilizada....porque há tão pouca bondade, que qualquer simples e pequeno gesto torna o nosso dia logo tão diferente!!!
Raça de gente este que abunda neste mundo, e nesta sociedade tão individualista.
Um bom dia da bondade para todos vocês, que já são bondosos o suficiente para vir aqui deixar um miminho de vez em quando. :)

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Diário de bordo

Que me apetece dizer-vos hoje?
Que dormi mal porque a minha filha resolveu gritar de noite por mim, porque não conseguia achar o seu cavalo marinho (um dos bonecos com o qual dorme), e que para voltar a adormecer foi d'um catano. Que andei o dia inteiro cheia de sono, muito nervosa (again!), mas que no geral, o dia de trabalho até correu bastante bem. Que fui buscar os meus filhos à escola, e foi só entrar em casa e tive de os por de castigo aos dois, pois insistem em implicar um com o outro EM TUDO, e que os pus logo cada um em seu quarto para não me apoquentarem mais até à hora de jantar. Que o meu ferro a caldeira já está a manchar a roupa (pensava que estes ferros me poupavam a isto) e que já tive o horrível prazer de ter de o limpar. Que amanhã ao jantar estou a propôr-me fazer coelho à caçador e que agora vou mas é para a cama antes que a miúda se lembre de outro boneco qualquer.
hasta!

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Taxa túrística, Legionella

Olhem...tá tudo doido, é o que é!
Taxa turística para tudo o que entra em Lisboa? Parece aquela velha frase que diz: Atira em tudo o que mexe!!!
Aterra em Lisboa, Paga! Dorme em hotel de Lisboa, Paga! Entra em Lisboa de qualquer forma, Paga!
Pelamordedeus!!! Dizem que esta taxa já existe em cidades como Paris ou Berlim...pois não sei. Mas não façam as coisas como deve ser, e vejam-se a dar cabo do turismo. Já agora, saio em trabalho do País ou de férias e, ao voltar - Pago! É isto?
E a legionella? Oh senhores...será que estamos no final da triste e perigosa novela? Será que eu, que moro em Lisboa, tenho de me preocupar? Acho melhor nem pensar no assunto. E para descontrair, acabei de tomar um banho daqueles de tirar a pele às galinhas. Tão bom!!!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Feira do Cavalo da Golegã


Nunca lá tinha ido, mas este ano já tinha metido na cabeça que tinha de lá dar um pulo. E quando meto uma coisa na cabeça.....
Foi giro. Não conhecia esta vila, é muito gira, muito arranjadinha, muito ou mesmo toda virada para a vertente equestre. Vimos muitos cavalinhos, provas, e foi uma pena não termos lá estado à hora de uma refeição, que todas aquelas tasquinhas e restaurantes prometiam.... Oh se prometiam! Mas valeu a pena visitar.


Cheio de fomeca ...



E foi muito giro também ver os trajes a rigor de alguns adeptos do desporto equestre. Vale a pena dar lá um saltito :)

domingo, 9 de novembro de 2014

Empada de frango e cogumelos

Tirei esta receita do site do Manuel Luís Gouca - O Cabaret do Goucha - que me cativou logo à primeira vista. Vai daí, e hoje foi dia de experimentar. Não usei os cogumelos da receita original porque não os vi à venda. Usei pleutotus, portobello e cogumelo Paris. Ficou ótima, e já tenho jantar para mais 1 ou 2 dias, que aquilo é imeeeennnnnssoooooo!!!!


Ingredientes:

2 bases de pizza (usei de compra)
3 peitos de frango sem pele e cortados em tiras 
mistura de 300g de cogumelos (Pleurotus, Paris e Portibello) cortados grosseiramente
2 cebolas picadas
5 dentes de alho picados
1 lata de tomate pelado cortado em pedaços
1/2 copo de vinho branco
azeite q.b
sal e pimenta q.b
1 raminho de coentros frescos picados
Num tacho, aqueça um bom fio de azeite. Junte as tiras de frango e deixe ­as dourar de ambos os lados. Retire o frango e conserve ­o, à parte. No tacho, junte ao mesmo azeite a cebola e o alho picados. Deixe cozinhar até que a cebola fique transparente. Junte os cogumelos. Deixe ganhar cor. Junte o vinho branco e deixe ferver até que o alcool se evapore. Junte agora o tomate e deixe cozinhar por mais uns minutos para que o molho espesse um pouco. Junte, no tacho, as tirinhas de frango. Tempere de sal e pimenta. Junte os coentros picados. Retire do lume e deixe arrefecer. Pré­aqueça o seu forno a 180oC. Forre uma forma de tarte, de fundo móvel, untada de azeite, com um disco de massa para pizza. Coloque o recheio de frango e cogumelos. Tape com o outro disco de massa, fazendo aderir bem os bordos. Abra um buraco, ao centro, na superfície de massa, para que o vapor possa saír. Pode pincelar a massa com gema de ovo batida.
Leve ao forno até que a massa esteja cozida e dourada.
Bom apetite!!!

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Há anúncios que deviam ser proibidos

Como este, por exemplo:



Pode ser um grande golpe de marketing, mas maior é o golpe no estômago de todos nós. Estar a jantar com as crianças, ou em serão com a família, e aparecer isto pelas nossas vidas adentro, é uma invasão enorme por demais no nosso interior.
Que horror! Tirem-me isto do ar, please!!!!

Mas como é que nós ainda continuamos a pagar para isto?

Como?
E deixamos isto tudo acontecer..... a gozarem com a nossa cara, e nós a pagar para esta gente trabalhar e fazer alguma coisa, e depois o resultado é este?
O mínimo que merece e que provavelmente qualquer povo faria, é fazer uma manifestação às portas da Assembleia a exigir a demissão deste senhor... ou desta coisa!
Pelamordedeus!!!