segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Um marco de crescimento

Andava a chatear-me há semanas que queria um brinquedo, que disparava assim e assado, que isto, que aquilo, que os colegas também tinham, etc, etc, etc. Eu dizia-lhe que não, que agora havia pouco dinheiro, que tínhamos de poupar. Quando víamos televisão e davam anúncios ao bendito do brinquedo, lá vinha ele novamente com a conversa. Confesso que, pela TV, me pareceu um brinquedo bem mais elaborado. Até que ele pediu para comprar com o seu dinheiro. Torci o nariz, e atendendo ao que tinha visto na TV, achei que ele não tinha trocos suficientes para aquilo.
Hoje quis levar a carteira com ele na mochila e, depois de sairmos da escola, pediu-me para passarmos na papelaria para comprar o brinquedo com o seu dinheiro. Disse-lhe que podíamos lá passar, mas que íamos apenas ver quanto custava e depois decidíamos.
Entrou na loja. Olhou, virou os olhos para um lado e para o outro e lá achou o que queria. Afinal eram umas bolsinhas minúsculas com uma qualquer porcaria lá dentro. Tirou uma bolsinha e a senhora disse-me que custava 1,5€. A seguir tirou outra, e eu perguntei para que queria 2. Ele disse que queria já ter mais, para poder brincar com os amigos. Eu pedi-lhe para fazer a conta a 1,5€ + 1,5€ e para ver se queria gastar aquele dinheiro. Fez a conta, disse-me que eram 3€ e tirou da carteira minuciosamente as moedas certas para o pagamento. Ainda desabafou um "Afinal até é barato" e veio embora felicíssimo.
Acho que ainda é muito cedo para que ele ande a gastar o dinheiro dele. Mas hoje fiz-lhe a vontade. Espero que não se sigam por enquanto muitos episódios destes, que não saberei muito bem como lidar com eles. Mas por hoje está feito. Ele todo contente a dizer-me: "Vês, assim não tiveste de gastar o teu dinheiro", e feliz da vida que já vai poder jogar com os amigos.
Eu estou assim duvidosa, a pensar se não terei feito porcaria em tê-lo deixado comprar isto. E que crescido que o meu menino já está!!!

2 comentários:

Ana Rita disse...

Não é fácil controlar as vontades dos miúdos... Bem vejo pelos meus sobrinhos. Quando saio com eles, defino logo as regras: 1º Só podem pedir uma coisa; 2ª não pode custar mais de um euro. Assunto resolvido! :)

akombi disse...

Acho que fizes te bem, sentido de responsabilidade, de posse e do valor do dinheiro, que para eles tudo custa pouco dinheiro:-) há que lhes dar dinheiro em troca de tarefas, começa assim dar sentido e valor ao dinheiro.