quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Rotas do Vento

Há muitos (ou pelo menos bastantes) anos atrás, eu inscrevi-me na newsletter da empresa Rotas do Vento, pois gostava de ver aquelas viagens magníficas, nem que fosse só pelo catálogo. Sonhava um dia fazer uma destas viagens, longas, cheias de diversidade e de culturas tão distintas da nossa, de embarcar no desconhecido, de esquecer a vida diária por umas 2 semanas. Na altura era ainda uma rapariga solteira e sem compromissos, mas faltava-me a coragem para arriscar ir com um grupo desconhecido numa viagem destas, e o dinheiro que pediam também era demasiado para o meu salário.
Há viagens em que se anda de camelo, de bicicleta, de barco, de comboio, e de sei lá mais o quê. É a verdadeira aventura!
Depois, não sei bem porquê, mas deixei de receber a newsletter durante muito tempo (novamente anos).
De há umas semanas para cá, voltei a receber, não faço ideia a que propósito. Voltou o sonho, a vontade de experimentar, de sair fora desta caixa onde vivemos constantemente e vivenciar uma loucura saudável destas.
Fiquei fixada numa viagem à Índia que lá aparecia. Imagens lindas, uma descrição de viagem fabulosa, daquelas que só se fazem uma vez na vida. 
Mas agora, que já tenho companhia para a viagem, seria incapaz de a fazer deixando os filhos em casa. E se na altura o dinheiro que pediam era demais para mim, agora então, neste contexto em que vivemos, é verdadeiramente impossível. Mas a vida dá muitas voltas. Por isso, vou continuar a ver a newsletter, e a sonhar. Porque os sonhos, ainda ninguém nos pode vir tirar.

Se quiserem ver mais, podem ir aqui:

http://www.rotasdovento.com