quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Literatura de férias

Estas 2 semaninhas de descanso foram profíquas em literatura. Engoli estes 2 livros que aqui estão e sem qualquer esforço. A bem dizer, não foram 2 livros que o "Rio das Flores" já ía a meio. De qualquer forma, o livro é tão grosso que só metade dele já é mais do que o livro inteiro da Margarida Rebelo Pinto.
Só li este "Português Suave" porque me foi oferecido. Decididamente não gosto do estilo da Margaridinha.
Cada vez que a vejo na TV em qualquer entrevista acho-a sempre demasiado pedante e com a mania que é boa.
Os livros dela são sempre sobre gajas e mais gajas que se enrolam com todos o mais alguns, criticando quem está casado e sossegado no seu cantinho sem fazer mal a ninguém. As suas histórias têm tanta cabra, tanto sexo, tanta infidelidade, tanta promiscuidade que me leva a concluir que ela acha que a vida de uma mulher normal é assim e que ela se deve incluir por lá também.
Coitada, a avaliar pelo físico débil e as profundas olheiras, não deves ter nem metade do sucesso das tuas personagens.
Não gosto de ti e pronto, Margaridinha. E quer-me ver a mim, que este deve ser o último livro que leio teu.
A não ser que, mais uma vez me ofereçam algum, e como não sou de fazer desfeita, leio tudo até ao fim, nem que demore anos.


Um comentário:

tavares disse...

Ainda não li nenhum. Beijinho e boa quarta-feira.