domingo, 10 de abril de 2011

mundo abreu...ora, ora dá cá o meu

Com o objectivo de marcarmos as férias de verão, tivemos a infeliz ideia de nos ir enfiar na FIL para aproveitar as vantagens do mundo abreu.
Num espaço completamente subdimensionado para tanta gente, ficámos horas (sim, para aí umas 3 horas) à espera que nos atendessem. A crise em Portugal afinal não deve ser assim tão grave. E nós que precisávamos mesmo de gastar uns vouchers da Abreu que caducam este ano, não tivémos outra hipótese que não marcar férias (oh que pena!).


Mas fiquei chocada com os valores que nos apresentaram. Não há nada neste mundo e nesta sociedade que facilite a vida a quem tem filhos. Só pelo facto de a piolha já ter 2 anos feitos, há locais que nos obrigam a alugar 2 quartos porque só permitem uma cama extra por cada 2 adultos.
E depois queixam-se.....
Queixam-se de que não nascem crianças em Portugal. Pois que para passar a vida a nadar contra a corrente para tentar viver dignamente com filhos, assim realmente não dá.
Hoje ainda estou meio anestesiada com o que se passou ontem. Acho que vou precisar de uns dias para recuperar.

3 comentários:

ROSINHA (tilida5ever design) disse...

Sei o que isso é...Já me aconteceu*

Luciana Machado disse...

eu vi a reportagem na sic....eu acho é uma pouca vergonha d eirem pra tv pedir ajuda pra comer, ou pro raio q parta, pra dp irem se enfiarem nessas feiras pra passarem ferias. nao tem, ficam em casa.
ta bonito, acho mm pouca vergonha.
nao é q seja o teu caso, acreditao q nao, mas a maioria é...crise!!!??????????????? pra comer ha cirse, pra ir pro algarve ja nao ha.

Silva disse...

Concordo com a Luciana, eu penso que das duas uma ou as pessoas ainda não caíram na real e não se aperceberam que esta crise é a valer e todos vamos sofrer ( a não ser os muito ricos!) ou então só pensa a curto prazo e depois logo se vê!
Eu, como funcionária pública, já senti na pele um corte de 3,5% e vem aí mais... por isso este ano férias só em casa!