domingo, 29 de dezembro de 2013

Balanços

Sei que ainda não é dia 31, mas como já estou de férias, já terminei o ano de 2013 em termos de trabalho.
E fazendo um balanço do que me aconteceu profissionalmente, posso dizer que não foi propriamente um ano bom. Nunca me senti tão impedida de trabalhar e de mostrar o que podia fazer pela organização à qual pertenço como este ano que agora finda, e nunca me tinha visto no meio de gente tão má, capaz de jogar tão baixo, para que o seu umbigo continuasse à vista, e não fosse ultrapassado pelo meu. Digamos que o ano de 2013 foi um ano que me mostrou, mais uma vez, as capacidades feias e mesquinhas do ser humano.
A parte boa, é que foi o ano em que me iniciei no mundo do empreendorismo, ou melhor, foi o ano em que tentei pela primeira vez alcançar um negócio do qual eu fizesse parte. Levei alguns "nãos", conheci uma série de gente interessante, a minha cabeça começou a voltar-se mais para o que são "os negócios", e tenho em crer que 2014 vai ser mais um ano de luta neste sentido. Não sei se vou continuar a receber "nãos" ou se vou, pela primeira vez, ter uma oportunidade, o que sei é que agora que comecei a pisar este mundo ao de leve, não o vou deixar assim de forma fácil.
A nível pessoal felizmente continua tudo bem, todos com saúde e ainda com emprego (muito importante). Os meus filhos estão lindos e inteligentes, e só dispensava mesmo as pancadas que levei no carro, uma delas há poucos dias atrás, e que tanta chatice trazem.
De resto, espero sinceramente que 2014 seja melhor que 2013. Portugal precisa de novo ânimo, precisamos todos de voltar a acreditar (O "Yes, we Can" anda pelas ruas da amargura cá por terras lusas), precisamos, essencialmente, de gente séria, que é coisa cada vez mais difícil de achar. Gente série que leve o País para a tona de água, que seja credível, que seja uma lufada de oxigénio nesta sociedade poluída.
E posto isto, faço votos de um

Excelente 2014 para todos!



2 comentários:

Ana Rita disse...

Também desejo que o novo ano seja de muito sucesso! A nível pessoal, com muita saúde, alegria e amor, e a nível profissional com o mesmo ou um qualquer melhor projeto, não só a nível financeiro mas que seja motivador emocionalmente. O dinheiro paga as contas, mas a satisfação de sentir útil e fazer algo de que gostamos verdadeiramente, é superior a tudo!
Beijinho grande e ... cá nos veremos para o ano!

Teresa disse...

Obrigada !Bom Ano!