sábado, 24 de outubro de 2015

Socorro!!! Tenho um filho no 5. Ano

Tem sido uma verdadeira guerra cá em casa. Gritos, choros, desesperos, e eu já não sei mais o que hei-de fazer. Não quer estudar, faz tudo e um par de botas para evitar estudar. Diz que já sabe mais ou menos, que não precisa estudar mais,  e pumba!! Saem perguntas nos testes e ele não sabe, erra coisas básicas por distração, e as notas vêm por aí abaixo. Depois vê que eu tenho razão, que não basta saber as coisas mais ou menos, que a professora diz que está incompleto, e corta as respostas e nem assim. Se quando recebe a nota fica sentido, e apercebe-se que tem de estudar, chega o momento de outro teste e voltamos ao mesmo. Não estuda, só olha para os livros e espera que a matéria lhe chegue ao cérebro por osmose. Se eu não estiver sempre em cima dele, é o descalabro. O que é que eu faço minha gente? Como é que se convence uma criança de quase 10 anos, que sem se saber tudo na ponta da língua, não há teste de ciências nem de história/geografia que se consiga fazer? Socorro! Estou mesmo em desespero. E eu não quero voltar a ter de estudar tudo com ele. Já fiz o 5. Ano há muitos anos, já tive a minha dose, e quero deixá-lo a estudar sozinho, com responsabilidade e confiança. Ideias???

3 comentários:

Anônimo disse...

Para começar mãe, não me parece que seja preciso saber tudo na ponta da língua para ter bons resultados nos testes.
Acho que fazer o seu filho perceber que os maus resultados são responsabilidade dele e não ter nenhuma pena por isso, o fará pensar.
Poderá tentar perceber lá na escola o que se passa para o desinteresse que ele manifesta estar a afectar o rendimento pq os professores saberão certamente o que está a inquietar o seu filho.
E no fim, tb perceber que a mania que a maioria tem q pariu génios é simplesmente ridícula e que a esmagadora maioria dos miúdos é de nível médio e coitado do professor que ousar dizer semelhante absurdo ;)

Francesca disse...

Caro Anónimo:
É precisamente por não ter parido nenhum génio, que é preciso estudar para se saber a matéria. Não conheço outro método. Ou a sabemos e conseguimos responder às perguntas dos testes, ou não as sabemos e a invenção tem as suas consequências. Agora quando o filho se recusa a estudar, parece que o estamos a matar ou a dar um valente castigo quando é obrigação dele, é que a coisa se complica. E a minha está complicada.
Obrigada

sramos disse...

Ai como percebo o seu sofrimento, eu fiz o 5º ano pela 2ª vez e agora estou a fazer o 6º.
Já não é tão mau, mas continuo a ter que estudar com ele e os castigos volta e meia vêm à baila.
Paciência, muita paciência.