quarta-feira, 24 de junho de 2015

Constatações evidentes de que já não caminho para nova

Ontem dei um grande trambolhão. Daqueles que, se tivesse sido filmado e exposto no youtube, teria centenas de visualizações de gente a rir à gargalhada às minhas custas.
Foi no meu local de trabalho, num dos corredores. Um dos pés fugiu-me porque o piso estava bastante escorregadio (já umas horas antes tinha escorregado, mas consegui equilibrar-me a tempo), e catrapum!!! Anca direita, joelho direito e mão direita direitinhos ao chão. Ainda disse: "Au!!!", umas quantas asneiras baixinhas e levantei-me. Como era perto da hora de almoço, o corredor estava vazio e ninguém viu nada - do mal o menos. Mas tudo bem, andou-me a doer o joelho um bocadinho durante uns minutos, mas tudo passou.
Mas hoje, senhores.... hoje é que são elas. Dói-me a perna toda. Anca, por trás do joelho, moínhas na coxa, e como ontem ainda fui fazer os meus exercícios semanais de yoga também deve ter ajudado a que eu hoje esteja tão moída. Cada vez que me levanto pareço uma aleijada. Franzo o sobrolho, digo "ai" entre dentes e custa-me. Tenho uma nódoa negra na anca e só me apetece mesmo é ir descansar para a caminha.
É assim minha menina. Já não tens 20 anos. Ou melhor, até tens mas... são quase 20 em cada perna! Glup....


Um comentário:

Marta Pereira disse...

Visitem o meu blog e deixem feedback! Martinhaecia Obrigada